O que é preciso para DESBLOQUEAR o Bolsa Família? Evite perder o benefício!

Governo Federal averigua cadastros de beneficiários do Bolsa Família. Muitos tem o benefício interrompido e precisam recorrer para regularizar o benefício.

O Governo Federal, através do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), tem realizado bloqueios no CadÚnico. Consequentemente, muitas pessoas tem perdido o acesso ao Bolsa Família, já que, com o bloqueio, o repasse é interrompido. Isso acontece por conta de uma verificação de dados que tem sido feita pela gestão. Assim, os beneficiários que estavam com dados em falta e/ou distintos da realidade, foram bloqueados. 

Dessa forma, após o bloqueio, os beneficiários afetados precisam recorrer em até 60 dias. Assim, é necessário ir até um ponto de atendimento do CadÚnico para regularizar a situação e levar os documentos comprobatórios. Caso recorra, o beneficiário receberá o valor retroativo do período bloqueado. Mas, se não recorrer, perderá o acesso ao benefício, sendo desligado do programa. 

Contudo, o prazo para o desbloqueio da conta, após a verificação dos dados, pode variar de 15 a 45 dias. O tempo de desbloqueio é baseado no nível de irregularidade em que o cadastro estava. Além de que a quantidade de pessoas na fila também pode ser fator determinante no prazo. 

bolsa familia
Atualize o cadastro e regularize o Bolsa Família. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Como saber se o Bolsa Família será bloqueado?

Como mencionado, o bloqueio do benefício está relacionado à averiguação cadastral, já que os beneficiários precisam estar com os dados em dia com o CadÚnico para estarem regularizados. Dessa forma, qualquer documento errado ou em falta pode interromper o repasse. 

Assim, para conferir se o seu Bolsa Família será bloqueado, o beneficiário precisa, primeiramente, conferir a sua situação com o CadÚnico e averiguar as informações passadas. Para isso, é só acessar o site ou aplicativo do CadÚnico ou o Portal Cidadão da Caixa Econômica e pesquisar. 

Pode ser, ainda, que os segurados sejam notificados pelo próprio aplicativo. 

Veja também: Governo federal revela PRAZO MÁXIMO para atualizar dados e não correr o risco de PERDER o Bolsa Família

Haverá repasse do Bolsa Família em maio?

A Caixa Econômica Federal confirmou que haverá o repasse do mês de maio e que beneficiará cerca de 21 milhões de brasileiros. Quem não foi notificado pelo aplicativo ou não encontrou nenhuma informação de irregularidade cadastral deverá receber regularmente o Bolsa Família do próximo mês. 

Além disso, o calendário completo também já foi liberado. O repasse do benefício terá início no dia 18 para os beneficiários com o NIS final 1. Consequentemente, o repasse será feito de acordo com o último número do NIS. Confira: 

  • Final 1: dia 18 de maio;
  • Final 2: dia 19 de maio;
  • Final 3: dia 22 de maio (antecipado para o sábado, 20);
  • Final 4: dia 23 de maio;
  • Final 5: dia 24 de maio;
  • Final 6: dia 25 de maio;
  • Final 7: dia 26 de maio;
  • Final 8: dia 29 de maio (antecipado para o sábado, 27);
  • Final 9: dia 30 de maio;
  • Final 0: dia 31 de maio.

Veja também: Saiba do que se trata a PARCELA RETROATIVA do Bolsa Família; talvez você possa receber