Declaração pré-preenchida do Imposto de Renda pode economizar seu tempo; veja como fazer isso pelo Gov.br

Em breve, milhares de pessoas deverão entregar a declaração do Imposto de Renda e a pré-preenchida pode ser ainda mais fácil e menos burocrática.

A época de declarar o Imposto de Renda pode trazer uma dose de ansiedade para muitos, especialmente pela complexidade e pelo tempo dedicado ao preenchimento da declaração.

Mas, e se você pudesse simplificar todo esse processo e ainda economizar tempo? A solução pode estar na palma da sua mão, através do portal Gov.br.

Você sabia que a declaração pré-preenchida pode ser mais interessante ao declarar o Imposto de Renda? Confira!
Você sabia que a declaração pré-preenchida pode ser mais interessante ao declarar o Imposto de Renda? Confira! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda

O período para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2024 inicia-se no dia 15 de março, estendendo-se até o dia 31 de maio.

Isso significa que os contribuintes têm aproximadamente dois meses e meio para acertar as contas com o Leão. A declaração é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 30.639,90 no ano de 2023.

Confira também: URGENTE: Receita Federal divulga regras do Imposto de Renda, descubra quem será obrigado a declarar

Programa de preenchimento e entrega

A partir de 15 de março, também estará disponível o programa para preenchimento e entrega da declaração.

Isso facilita para que todos possam organizar suas informações e documentos necessários com antecedência, garantindo uma declaração sem erros e, consequentemente, diminuindo as chances de cair na malha fina.

Entenda como funciona a declaração pré-preenchida

A Receita Federal oferece uma opção incrível para os contribuintes: a declaração pré-preenchida do Imposto de Renda.

Esse modelo de declaração já vem com muitos campos preenchidos automaticamente, baseando-se em informações previamente fornecidas ao governo.

Dessa maneira, o contribuinte precisa apenas revisar, completar os dados faltantes e corrigir eventuais erros. Um verdadeiro avanço que poupa horas de trabalho!

Acesso exclusivo através do Gov.br

Para desbloquear essa facilidade, é essencial ter uma conta no portal Gov.br nos níveis prata ou ouro. A boa notícia é que alcançar esses níveis é mais simples do que parece.

Você pode elevar o nível da sua conta realizando a biometria facial via aplicativo Gov.br ou utilizando outros meios de verificação disponíveis, como a apresentação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) digital ou o login através de um banco credenciado.

Fique de olho: Usa o banco Inter Veja como consultar seu informe de rendimentos para o Imposto de Renda 2024

Passo a passo para a simplificação

  1. Crie ou acesse sua conta no Gov.br: faça o download do app Gov.br e siga as instruções para criar sua conta. Inicialmente, ela será classificada como bronze, mas você pode facilmente elevar seu nível;
  2. Eleve o nível da sua conta: para acessar a declaração pré-preenchida, sua conta deve estar nos níveis prata ou ouro. Isso pode ser feito através da biometria facial ou outras formas de verificação segura;
  3. Acesse a declaração pré-preenchida: com a conta no nível adequado, você terá acesso à declaração pré-preenchida diretamente no site da Receita Federal, economizando um tempo valioso no processo.

Benefícios adicionais da entrega do Imposto de Renda

Além da economia de tempo, optar pela declaração pré-preenchida do Imposto de Renda traz outros benefícios.

Um deles é a redução das chances de cair na malha fina, já que muitas informações já vêm validadas pelo sistema da Receita Federal.

Outro ponto positivo é a prioridade no recebimento da restituição, para aqueles que têm direito a ela.

Calendário de restituição do Imposto de Renda

A Receita Federal planeja liberar as restituições em cinco lotes, distribuídos ao longo do ano. O primeiro lote de restituição está previsto para o dia 31 de maio, seguido pelos demais nos dias 28 de junho, 31 de julho, 30 de agosto e, finalmente, 30 de setembro.

Quem declara cedo, especialmente se não houver pendências ou inconsistências na declaração, pode estar entre os primeiros a receber a restituição.

Acompanhe mais: Imposto de Renda 2024 e a tabela PROGRESSIVA saiba como funciona