Criptomoedas valem a pena em 2022? Bitcoin sofre queda: é preocupante?

Ainda haverá dias turbulentos para as criptomoedas, mas a tendência é melhorar.

As constantes quedas da criptomoeda mais famosa do mundo, a Bitcoin (BTC), tem causado muita preocupação no mercado de criptomoedas.  A semana para a BTC foi marcada por fuga de investimentos e tentativa de recuperação de queda brusca

A moeda digital teve uma ligeira alta de US$ 38.500 após o Federal Reserve, o Banco Central americano, afirmar que as taxas de juros dos EUA devem subir. Porém, não demorou muito para que a Bitcoin perdesse força, despencando para US$ 35.600

De acordo com os dados compilados pela CoinDesk, nos últimos dias houve uma queda significativa no volume de Bitcoin negociado nas principais exchanges de criptomoedas. Isso ocorre devido a um baixo volume de negociações, que pode estar relacionado ao Ano Novo Chinês, comemorado por muitos países da Ásia.

A data influencia no ritmo de trades na Ásia, apesar de o mercado de criptomoedas funcionar 24 horas por dia. A previsão é que as negociações caiam ainda mais devido aos feriados e com o fechamento das bolsas na China, Hong Kong, Coreia do Sul e Singapura.

Todos esses feriados e datas festivas prejudicam o andamento do mercado de criptomoedas. Esta semana também promete ser turbulenta, segundo a avaliação de alguns especialistas não apenas para a Bitcoin, mas para outras criptomoedas. O volume mais baixo de negociações favorece variações mais bruscas de preço, causando muita volatilidade.

A moeda virtual ainda é um bom negócio./imagem: Agência Brasil.

O que dizem os analistas?

Segundo o analista Damanick Dantes, há muito pessimismo nos indicadores técnicos.  Isso limita qualquer subida na cotação da Bitcoin e de outras moedas digitais. Entretanto, os números podem melhorar em breve. O especialista afirma que há indícios de melhoras no mercado de criptomoedas. Contudo, alertou de as moedas virtuais dependem do bom desempenho do mercado de ações tradicional, como o Nasdaq 100.

É justamente essa incerteza do mercado convencional que afeta seu desempenho, trazendo maior pressão de venda para altcoins. Isso faz com que voltem a apresentar resultado pior do que o das Bitcoin. A BTC responde sozinha por 40% do valor de mercado total de todas as criptomoedas e os seus resultados influenciam muito o segmento, causando turbulência em todo mercado.

Muitas criptomoedas tiveram queda significativas na última semana, como:

  • Ethereum (ETH) recua 3%;
  • Binance Coin (BNB) e Cardano (ADA) acompanham, com queda na casa dos 3%,
  • Solana (SOL) e Polkadot (DOT) cedem cerca de 5%;
  • Waves (WAVES) teve perdas de 10,4%

Veja também: Microcoins você sabe o que é? Custam centavos e podem ser mais lucrativas que o Bitcoin – É possível transformar R$ 1 mil em R$ 50 mil em 1 ano?

Estados Unidos querem obrigar verificação de identidade

Os Estados Unidos querem aprovar uma lei federal para que empresas de criptomoedas revelem a identidade dos usuários de carteiras digitais para os órgãos reguladores.

Segundo a Secretaria do Tesouro, a regra pode ser considerada neste semestre, mas ainda não indicou como serão as regras implementadas.

Veja também: 5 Apps para criar seu próprio NFT: Veja alguns famosos que gastaram milhões comprando no mercado