Conta de luz NUNCA MAIS? Idosos estão comemorando o adeus aos boletos, entenda!

A nova iniciativa do governo federal, em parceria com empresas privadas e públicas, promete aliviar os gastos dos idosos com baixa renda, eliminando as contas de luz.

Uma manhã de sexta-feira trouxe uma notícia que iluminou os corações de milhões de idosos brasileiros acima de 60 anos: a possibilidade de dar adeus às contas de luz.

Graças a uma estratégia conjunta entre o governo federal e parceiros tanto do setor público quanto privado, agora é possível que este grupo prioritário elimine um dos boletos mais onerosos do cotidiano.

Conta de luz NUNCA MAIS? Idosos estão comemorando o adeus aos boletos, entenda!
Veja como se livrar da conta de luz se é um idoso. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

A Iniciativa Tarifa Social

Essa façanha é alcançada por meio do programa Tarifa Social, uma política pública que visa auxiliar idosos de baixa renda ou com deficiência, além de outros grupos prioritários, a direcionar seus recursos para outras necessidades essenciais.

O programa é especialmente voltado para famílias registradas no Cadastro Único (CadÚnico), com renda mensal per capita igual ou inferior a meio salário mínimo.

Benefícios Além da Economia

Além da isenção nas contas de luz, o programa Tarifa Social também estende seus benefícios a idosos com 60 anos ou mais e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), reforçando o compromisso do governo com o bem-estar desses cidadãos.

Como Aderir ao Programa Tarifa Social

Para fazer parte desse programa vantajoso e obter os descontos na conta de luz, é necessário seguir três passos simples:

  1. Inscrição no CadÚnico: Primeiramente, é essencial que o idoso ou responsável esteja devidamente inscrito no CadÚnico, utilizando documentação válida e atualizada.
  2. Solicitação do Benefício: Com a inscrição no CadÚnico confirmada, o próximo passo é solicitar a inclusão no programa Tarifa Social. Isso pode ser feito na unidade do Cadastro Único do município, levando documentos que comprovem os pré-requisitos do programa.
  3. Atualização da Conta de Luz: Para que o desconto seja aplicado, é fundamental que a conta de luz esteja no nome do beneficiário registrado no CadÚnico. Caso contrário, será necessário entrar em contato com a distribuidora de energia para atualizar os dados e garantir a aplicação do benefício.

Veja também: CAIXA anuncia devolução de dinheiro direto na conta dos correntistas; confira as 3 tarifas atingidas

Descontos Progressivos

O programa Tarifa Social oferece descontos que incentivam o uso consciente da energia elétrica. Por exemplo, famílias que consomem entre 0 e 30 kWh por mês podem receber até 65% de desconto em suas contas.

O programa estabelece faixas de consumo com descontos progressivamente menores, até o limite de consumo de 220 kWh por mês, acima do qual o desconto não é aplicável.

Veja também: Idosos entre 60 e 81 ganham novo benefício INÉDITO no Brasil: confira HOJE (01)