Conta com rendimento AUTOMÁTICO através do Itaú a partir de R$ 2 REAIS: saiba tudo!

Os clientes que colocarem dinheiro na conta do Itaú, podem ter um rendimento automático. Confira todos os detalhes dessa aplicação.

O Itaú Unibanco, um gigante no cenário financeiro brasileiro e global, é um exemplo emblemático de inovação, resiliência e liderança no setor bancário. 

Fundado em 1945, o Itaú tem uma trajetória marcada por fusões estratégicas, expansão internacional e uma constante busca pela excelência em serviços financeiros.

Mesmo assim, o tradicional banco precisa enfrentar a onda das fintechs – instituições financeiras que atuam no digital. Por essa razão, o Itaú anunciou uma nova aplicação financeira para seus clientes. 

Itaú lança nova aplicação financeira; veja como funciona 

O Itaú Unibanco deu um passo significativo em favor de seus correntistas em 9 de fevereiro de 2024, ao anunciar uma mudança  nas normativas de aplicação automática. 

Agora, mesmo valores mínimos de R$ 2,00 podem render automaticamente na conta dos clientes. Ou seja, uma redução drástica em relação ao limite anterior de R$ 20.000. 

Essa medida democratiza o acesso a investimentos de baixo risco, promovendo inclusão financeira e oportunidades de crescimento do patrimônio para um espectro mais amplo de clientes.

Inovação em serviços bancários

A iniciativa do Itaú simplifica o processo de investimento, permitindo que pequenos saldos em contas correntes gerem rendimentos sem esforço adicional por parte dos correntistas. 

A experiência do usuário se mantém inalterada, com a promessa de que as operações bancárias cotidianas, como saques, pagamentos e transferências, continuarão ocorrendo normalmente. 

Além disso, os rendimentos podem ser acompanhados facilmente pelo aplicativo do banco.

Rendimento e condições

A aplicação automática no Certificado de Depósito Bancário (CDB) do Itaú oferece uma opção de investimento de baixo risco com a segurança do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). 

Os rendimentos variam conforme o período de aplicação, com taxas que começam em 10% do DI para aplicações de 30 a 89 dias, chegando a 100% do DI para períodos de 719 dias. Essa estrutura escalonada incentiva os correntistas a manterem seus investimentos a longo prazo.

Política de aplicação automática

Até 21 de fevereiro de 2024, a aplicação automática será iniciada com um saldo de R$ 200, mantendo sempre R$ 10 não aplicados. 

Após essa data, a política se torna ainda mais acessível, com a aplicação iniciando a partir de apenas R$ 2, deixando R$ 1 não aplicado. 

Essa mudança representa uma evolução significativa na forma como o Itaú aborda a gestão de pequenos saldos, possibilitando que mais clientes se beneficiem de rendimentos sobre seus recursos.

Veja também: Pente-fino OFICIAL do Bolsa Família pode afetar quem? Entenda!

Confira as principais aplicações financeira

Vale destacar que, além do Itaú, diversos bancos oferecem opções de aplicações financeiras aos seus clientes. 

O Tesouro Direto permite a compra de títulos públicos federais, uma escolha segura e acessível para quem busca diversificar com risco baixo. 

A poupança, tradicional e querida pelos brasileiros, é conhecida por sua facilidade e segurança, embora renda menos que outras opções. Diversos bancos tradicionais, como o Itaú, oferecem a possibilidade. 

Já os CDBs são emitidos por bancos, com rendimentos superiores à poupança e também protegidos pelo FGC, variando conforme o prazo e o montante investido.

Cada uma dessas aplicações atende a diferentes perfis e objetivos financeiros. O Tesouro Direto é recomendado para quem busca segurança e renda fixa.

 A poupança, apesar de rendimento menor, é opção para quem valoriza liquidez imediata. 

Os CDBs, por sua vez, são versáteis, adequando-se a diversos prazos e expectativas de retorno. Conhecer essas opções é fundamental para uma estratégia de investimento equilibrada e consciente.

Veja também: Mensagens de voz explosivas no WhatsApp: você já testou o novo recurso?