Consulta ao dinheiro esquecido volta NESTA data; confira!

Banco Central do Brasil divulgou a data da volta do Sistema de Valores a Receber. Veja o que se sabe até o momento sobre o retorno do sistema e do pagamento do dinheiro.

A consulta ao dinheiro esquecido volta o mais breve possível, conforme informou o Banco Central (BC) do Brasil. A partir deste retorno, a volta o Sistema de Valores a Receber (SVR), que é o sistema oficial da instituição financeira, já tem data marcada. É por meio do SVR que o cliente poderá conferir se tem algum valor pendente a receber.

De acordo com o que foi informado pelo Banco Central, o SVR volta à ativa oficialmente no dia 7 de março. Mas as consultas já podem ser feitas a partir do dia 28 de fevereiro. Este procedimento está disponível no site valoresareceber.bcb.gov.br. Vem saber outros detalhes importantes deste retorno do Sistema de Valores a Receber!

Consulta ao dinheiro esquecido volta NESTA data; confira!
Fique por dentro de tudo o que se sabe sobre a nova consulta ao dinheiro esquecido Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Consulta ao dinheiro esquecido volta; saiba mais detalhes

É importante destacar que o SVR também vai permitir o saque do dinheiro que foi esquecido em bancos e também outras instituições. Também é necessário dizer que o serviço que envolve o sistema estava suspenso desde maio do ano passado.

De acordo com o que foi divulgado pelo Banco Central do Brasil, a estimativa é de que cerca de R$ 6 bilhões estejam disponíveis para em torno de 38 milhões de pessoas físicas e também 2 milhões de pessoas jurídicas. No entanto, há uma novidade: nesta nova fase de consultas haverá também meios para consultar os valores das pessoas já falecidas.

Após a realização da consulta, seja de pessoa física ou jurídica, vai ser possível fazer o pedido da devolução dos valores que foram esquecidos. Por fim, a plataforma também vai permitir consultar valores dos seguintes locais:

As contas corrente ou poupança que foram encerradas e que estão com saldo disponível; tarifas cobradas de forma indevida, desde que previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco juntamente com o Banco Central; parcelas ou obrigações que são relativas a operações de crédito cobradas de forma indevida.

Também entram na lista os termos de compromisso assinados pelo banco com o BC; as cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários de cooperativas de crédito; os recursos que não foram procurados por grupos de consórcio encerrados; contas de pagamento pré-paga e também pós-paga encerradas e com saldo disponível; as contas de registro que foram mantidas por corretoras ou ainda distribuidoras que foram encerradas com saldo disponível; e, por fim, outros recursos que estejam disponíveis nas instituições para devolução.

Veja também: 5 sites que podem te ajudar a ganhar DINHEIRO sem precisar sair de casa

Confira o passo a passo de como sacar os valores do BC

Basta acessar o site que foi informado no início deste artigo nas datas de início que também foram indicadas e fazer login na conta Gov.br, desde que seja do nível prata ou ouro, ler e também aceitar o termo de responsabilidade.

Em seguida, poderá ser visto o valor a receber, a instituição e também a origem do dinheiro. Depois é só clicar na opção indicada pelo sistema. Caso a devolução do valor seja via Pix, o dinheiro será pago em até 12 dias úteis. Quem não tem Pix, pode escolher a opção de “Solicitar via instituição”.

Saiba mais: Brasileiros estão ganhando dinheiro com operadoras por motivo IMPRESSIONANTE