Conheça as novas regras e valores das MULTAS de trânsito para 2024

Neste ano, algumas multas de trânsito passaram por mudanças. Confira quais alterações podem te afetar, motorista!

Em 2024, há algumas mudanças nas regras e valores das multas que precisamos estar atentos. Sabe aquele friozinho na barriga quando vemos uma blitz ou um flash de radar? Então, fique atento para estar com seus documentos em dia.

Você está preocupado com as multas de trânsito? Veja quais mudanças ocorreram em 2024 e atente-se!
Você está preocupado com as multas de trânsito? Veja quais mudanças ocorreram em 2024 e atente-se! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Mudanças nas multas de trânsito brasileiras

Neste ano, algumas características das multas de trânsito passaram por mudanças. Confira adiante. 

Mudanças nas infrações leves

Para começar, as infrações leves, aquelas que muitas vezes cometemos sem perceber, vão pesar um pouco mais no bolso. 

A multa para esses casos será de R$ 88,38, somando 3 pontos na CNH. Parece pouco, mas já é um alerta para ficarmos mais atentos, não acha?

Preocupação com infrações médias

Em seguida, subindo um degrau, temos as infrações médias. Se você, por exemplo, esquecer de ligar o farol durante o dia em uma rodovia, prepare-se para desembolsar R$ 130,16, além de adicionar 4 pontos à sua CNH. Aqui, a atenção precisa ser redobrada!

Cuidado com infrações graves

Ademais, as infrações graves, aquelas que colocam mais em risco a segurança no trânsito, resultam em uma multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH. 

Isso inclui, por exemplo, não dar a preferência em uma rotatória. É um sinal claro para revermos nossas atitudes no volante.

Complicações com infrações gravíssimas

Agora, se falarmos das infrações gravíssimas, estamos no topo das penalidades. Ultrapassar pelo acostamento ou dirigir embriagado, por exemplo, resultam em uma multa de R$ 293,47 e 7 pontos na carteira. 

É uma quantia significativa e uma punição severa, mas totalmente justa pela gravidade do ato.

Quando há perda do direito de dirigir?

Além das multas e pontos na CNH, não para por aí. Se acumular 40 pontos na CNH em um ano, você pode perder o direito de dirigir

Isso exige um curso de reciclagem para reabilitação, ou seja, você tem que tirar outra CNH do zero. Imagina só a dor de cabeça!

Entenda o que é o fator multiplicador

Em algumas infrações gravíssimas, o valor da multa pode ser multiplicado. Isso depende do risco que a infração representa para o trânsito e a segurança pública. Então, é essencial ficar ainda mais atento às regras.

Saiba mais: ESTA dica pode te salvar: veja como trocar multas de trânsito por advertências e não perca a CNH

Tomei multas injustamente, o que eu faço?

Ainda, a situação se você receber uma multa que considera injusta. Saiba que é possível contestá-la. 

Em resumo, o processo tem três etapas: defesa prévia, recurso em primeira instância e recurso em segunda instância, sempre respeitando os prazos legais.

Posso transferir minhas multas?

Resumidamente, a transferência de infrações de trânsito é possível em casos onde o motorista que cometeu a infração não é o proprietário do veículo. 

O proprietário, ao receber a notificação da multa, pode indicar o verdadeiro infrator através de um processo administrativo. 

Esse procedimento deve ser feito dentro do prazo estabelecido na notificação. Após a identificação correta, os pontos referentes à infração são transferidos para a CNH do motorista responsável, e este se torna responsável pelo pagamento da multa.

Afinal, todas as infrações são passíveis de multas?

Não, nem todas as infrações de trânsito resultam em multas. Existem categorias variadas de infrações e algumas podem resultar apenas em advertências por escrito, especialmente se o motorista não tiver cometido a mesma infração nos últimos 12 meses. 

As multas são geralmente aplicadas para infrações de natureza mais grave, onde há um risco maior para a segurança no trânsito. 

Ou seja, cada infração tem suas próprias penalidades definidas pelo Código de Trânsito Brasileiro e é importante estar ciente delas para evitar surpresas desagradáveis.

Veja mais: Regra do farol pode MULTAR condutores em R$ 130,16: confira!