CONFIRMADO! Projeto fixa Auxílio Emergencial em R$1.200: Mães CHEFES de FAMÍLIA devem atender estes REQUISITOS…

Vinicius Colares
Atualizado Hoje!

CONFIRMADO! Projeto fixa Auxílio Emergencial em R$1.200: Entenda como poderá ser disponibilizado esse tipo de pagamento de mais de um salário mínimo para mães de todo o país!

Muita atenção: nas próximas semanas poderemos ter a definição do projeto que garante um Auxílio Emergencial de R$ 1.200 para mães chefes de família. A ideia é garantir um benefício mensal para milhares de famílias de norte a sul do país. 

Por isso, a seguir, vamos trazer mais informações sobre o andamento desse pagamento. Confira e entenda exatamente como ficaram definidos esses valores e quando poderão começar os depósitos. 

CONFIRMADO! Projeto fixa Auxílio Emergencial em R$1.200
Imagem: Divulgação

Auxílio R$ 1.200 Mães Chefes de Família 2021

O Auxílio de R$ 1.200 para mães chefes de família em 2021 está sendo aguardado por milhares de pessoas de todo o Brasil. Sabendo que a realidade de muitas famílias no país é ter uma unidade familiar sem um pai, o benefício pode ser essencial. 

O debate sobre esse benefício de R$ 1,2 mil começou a partir do Projeto de Lei (PL) nº 2.099/20. Essa medida foi criada pensando em disponibilizar parcelas mensais com esse valor para mães de famílias monoparentais (ou seja, que têm mães como chefes de uma família, responsáveis pelo sustento). 

A boa notícia é que o texto dessa PL está sendo analisado neste momento pela Câmara dos Deputados. A ideia é garantir que o pagamento de R$ 1.200 para mães solteiras seja disponibilizado ainda nos próximos meses, embora ainda existam algumas instâncias. 

Quando começa Auxílio Emergencial R$ 1,2 mil para mães solteiras

Muitas pessoas estão querendo saber: quando começa o Auxílio Emergencial de R$ 1,2 mil para mães solteiras? O projeto ainda está em fase de tramitação dentro da própria Câmara dos Deputados. 

É necessário que, nas próximas semanas, o texto seja avaliado pela Câmara a partir de várias instâncias internas. É necessária apreciação da Defesa dos Direitos da Mulher, Finanças e Tributação, Seguridade Social e Família, Constituição e Justiça e, por fim, Cidadania. 

Ou seja, ainda não se sabe quando começa o pagamento do Auxílio para mães chefes de família, mas o projeto ainda está dentro da validade. Isso quer dizer que depois de passar pela Câmara o texto vai para o Senado Federal e para sanção presidencial. 

Quem pode receber Auxílio Emergencial de R$ 1,2 mil Mães Solteiras

De acordo com o Projeto de Lei, existe uma definição de quem pode receber Auxílio Emergencial de R$ 1,2 mil para mães solteiras. Os requisitos são definidos para garantir quem poderá receber os valores caso o texto seja aprovado. 

Os requisitos para Auxílio de R$ 1.200 para mães chefes de família são os seguintes:

  • A família deve estar inscrita no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Beneficiárias não podem ter emprego formal;
  • Necessário ter idade acima de 18 anos;
  • A renda familiar mensal por pessoa deve ser de até meio salário-mínimo; ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos;
  • NÃO estar recebendo beneficiário de programa previdenciário ou assistencial; e
  • NÃO estar recebendo seguro-desemprego ou programa de transferência de renda do governo – com exceção do Bolsa Família.

Como o PL está em trâmite, a votação pode acontecer a qualquer momento neste ano, de acordo com definição da própria Câmara dos Deputados. 

APROVAÇÃO do NOVO Auxílio Emergencial em 2021: GRANDE CONQUISTA! LIBERAÇÃO + RECADASTRAMENTO BOLSA FAMÍLIA…

 

Leia Também