Como solicitar benefício de um salário mínimo para crianças e adolescentes: Conheça o Auxílio mensal e saiba como solicitar

Atualizado Hoje!

As famílias brasileiras de baixa renda podem contar com um benefício mensal para idosos ou crianças e adolescentes! Saiba como funciona e confira os detalhes! 

A pandemia mostrou como a população brasileira ainda é desigual e como muitas pessoas precisam da ajuda do Governo Federal. Por isso, quem está em situação de baixa renda deve ficar atento para saber como solicitar o benefício de um salário mínimo para crianças e adolescentes

Esse tipo de pagamento já existe há algum tempo e ainda está sendo ofertado para milhões de brasileiros. Vamos entender, a seguir, como funciona esse auxílio que ajuda famílias de norte a sul do país. 

Como solicitar benefício de um salário mínimo para crianças e adolescentes Conheça o Auxílio mensal e saiba como solicitar
Como solicitar benefício de um salário mínimo para crianças e adolescentes. / Imagem: Divulgação.

O que é BPC 

Vamos começar pelo básico: afinal, o que é BPC? Essa é a sigla do Benefício de Prestação Continuada, pagamento que surgiu a partir da Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS). 

Muitas pessoas ainda se referem ao pagamento como BPC LOAS. Esse benefício nada mais é do que uma assistência social que é paga pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para pessoas de baixa renda. 

O que muitas pessoas não sabem, porém, é que esse pagamento vai além do grupo principal. Muitas famílias acham que o BPC é apenas para idosos com 65 anos ou mais, mas existem outros grupos que também recebem os valores. 

Como crianças podem receber o BPC 

Existem alguns requisitos do INSS para que o benefício seja disponibilizado para menores de idade. As crianças podem receber o BPC a partir de dois tipos de cenários: comprovação de saúde e comprovação de renda. 

Então quais são os requisitos para uma criança receber o BPC LOAS em 2021? Os seguintes:

  • Comprovação do estado de saúde: a criança ou adolescente precisa fazer uma perícia médica do BPC no próprio INSS. A consulta verifica se a deficiência da criança realmente impossibilita um convívio pleno em meio a sociedade; 
  • Comprovação de renda familiar: só podem receber o benefício, crianças que são de família de baixa renda. A renda familiar máxima da família deve ser de até 1/4 de salário mínimo por pessoa. Importante: são considerados também os gastos que a família possui com tratamento e  as condições de moradia. 

Valor BPC para crianças e adolescentes

Outra dúvida muito comum de pais e responsáveis é sobre o valor do BPC para crianças e adolescentes. Os pagamentos são os mesmos para grande parte dos beneficiários. 

O INSS paga o valor de um salário mínimo para crianças e adolescentes pelo BPC LOAS. Ou seja, o pagamento atual (em 2021) é de R$ 1.100 por criança. 

No início de cada ano, esse valor sempre possui um reajuste de acordo com o salário mínimo anual. 

Como solicitar BPC para crianças e adolescentes 2021

O primeiro passo para quem quer pedir o BPC para crianças é ter o Cadastro Único (CadÚnico). Caso ainda não tenha, um responsável da família deve ir até um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo. 

O CadÚnico é obrigatório para receber o BPC LOAS. A pessoa responsável pela família para responder algumas perguntas do cadastro. Preferencialmente, a responsável familiar deve ser uma mulher com mais de 16 anos. 

O passo a passo para solicitação do BPC LOAS para crianças fica assim:

  1. Acesse o portal Meu INSS (https://meu.inss.gov.br/#/login);
  2. Escolha a opção Agendamentos/Solicitações;
  3. Agora vá na opção Novo Requerimento;
  4. Selecione o serviço (BPC) e aperte o botão Atualizar;
  5. Confira seus dados de contato (se necessário altere) e depois clique em Avançar;
  6. Preencha os dados solicitados para concluir o seu pedido. Pronto! 

Outra opção é pedir o BPC LOAS por telefone pelo 135. Também é possível fazer o passo a passo acima pelo aplicativo do Meu INSS. 

Meu filho recebe o BPC, posso trabalhar de carteira assinada?

Uma dúvida ainda surge com muita frequência por quem busca mais informações sobre o benefício. A pergunta é: meu filho recebe o BPC, eu posso trabalhar

A resposta é muito mais simples do que parece. Sim, você pode trabalhar desde que a sua renda não ultrapasse o valor máximo que sua família pode ter para manter o benefício. 

Ou seja, se você trabalhar e a renda da sua família continuar em R$ 275 por pessoa (no máximo), tudo bem. Caso o valor ultrapasse, o BPC será bloqueado. 

Importante: quem recebe BPC não pode trabalhar! O benefício é assistencial e por isso não pode ser recebido junto com um emprego formal. Nesse caso, é possível contar com um novo benefício criado pelo Governo Federal, o Auxílio-inclusão. 

Auxílio-inclusão o que é

O que é o Auxílio-inclusão? Esse é um novo benefício criado recentemente com a intenção de diminuir os gastos do Governo com o BPC. O pagamento é voltado para cidadãos que já recebem o Benefício de Prestação Continuada e querem começar a trabalhar formalmente. 

E como funciona o Auxílio-inclusão? Os beneficiários que recebem o BPC e querem começar a trabalhar formalmente, pedem o benefício e começam a ganhar um adicional de R$ 550 por mês como um incentivo para trabalhar. 

Assim que começar a atuar formalmente, o beneficiários deixa de receber o BPC e passa a receber seu salário + R$ 550 do Auxílio-inclusão. Caso seja mandado embora, o trabalhador volta automaticamente a receber o BPC. 

Conheça todas as regras do Auxílio-inclusão 2021!

 

Leia Também