Como declarar CONSÓRCIO no Imposto de Renda? Veja o passo a passo para NÃO cair na malha fina!

Aqueles que realizam consórcio devem ficar atentos para declararem os dados adequadamente no Imposto de Renda ou podem ter problemas.

Com a proximidade do prazo final para a entrega da declaração do Imposto de Renda, muitos contribuintes se veem às voltas com dúvidas específicas sobre como incluir determinadas informações, como é o caso dos consórcios.

A seguir, confira os detalhes de como proceder com a declaração de consórcios, garantindo que você esteja em dia com o leão. Vamos lá?

Fez consórcio e precisa declarar o Imposto de Renda? Veja como não errar nos dados!
Fez consórcio e precisa declarar o Imposto de Renda? Veja como não errar nos dados! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Por que é importante declarar o consórcio?

Declarar corretamente os consórcios é fundamental para comprovar a origem do seu dinheiro junto à Receita Federal. Tal procedimento evita possíveis problemas ou mal-entendidos referentes à sua situação fiscal.

Quando você declara um consórcio, você demonstra transparência em relação às suas finanças, o que é crucial para evitar cair na malha fina e sofrer possíveis penalidades.

Saiba mais: Você pode fazer a diferença! Saiba como DOAR parte do Imposto de Renda para auxiliar vítimas do RS

O que você precisa saber antes de declarar o Imposto de Renda

A declaração do consórcio possui particularidades que devem ser meticulosamente seguidas para evitar erros. Aqui estão os detalhes essenciais que você deve considerar:

  • Informe o montante pago até o momento: Seja ele parcial ou total, é importante que você informe corretamente quanto já pagou do seu consórcio até a data da declaração.
  • Indique a administradora do consórcio: Especifique o nome da empresa que administra o seu consórcio.
  • Tipo do bem e número de parcelas: Informe o tipo de bem que está sendo consorciado (imóvel, veículo, etc.) e o número de parcelas pagas e a pagar.
  • Consórcio contemplado: Caso tenha sido contemplado, a declaração deve ser ajustada para refletir a aquisição do bem, detalhando as informações do bem adquirido.

Como declarar um consórcio contemplado em 2023?

Se você foi contemplado em um consórcio em 2023, é preciso seguir alguns passos específicos para declarar adequadamente tanto o consórcio quanto o bem adquirido. Aqui está um guia passo a passo:

  1. Ficha “Bens e Direitos”: Vá à ficha “Bens e Direitos” no programa da Receita Federal (https://www.gov.br/receitafederal/pt-br).
  2. Grupo 99 – Outros Bens e Direitos: Escolha o “Grupo 99 – Outros Bens e Direitos” para iniciar a declaração do consórcio.
  3. Código 05 – Consórcio não contemplado: Selecione o “código 05 – Consórcio não contemplado” para declarar o consórcio, mesmo que você já tenha sido contemplado.
  4. Nova ficha para o bem adquirido: Registre o bem adquirido a partir da carta de crédito em uma nova ficha de declaração, especificando todos os detalhes do bem.

Não perca: Transações via pix: saiba se é preciso declarar no Imposto de Renda

Exemplos de declaração de consórcio no Imposto de Renda

Para ilustrar, veja dois exemplos práticos de como declarar consórcios:

1. Consórcio não contemplado:

  • Descrição: “Consórcio de automóvel, administradora XYZ, 48 parcelas, sendo 24 pagas até 31/12/2023.”
  • Valor: Total das parcelas pagas no ano de exercício.

2. Consórcio contemplado e bem adquirido:

  • Descrição do Consórcio: “Consórcio de imóvel, administradora ABC, contemplado em 2023, 60 parcelas, sendo 36 pagas.”
  • Valor do Consórcio: Total das parcelas pagas até a contemplação.
  • Descrição do Bem: “Apartamento localizado na Rua X, nº 123, bairro Y, cidade Z, adquirido através do consórcio contemplado em 2023.”
  • Valor do Bem: Valor da carta de crédito utilizada na aquisição do imóvel.

Orientações adicionais

Além das recomendações listadas, é crucial que você esteja atento às datas e mantenha todos os documentos pertinentes ao consórcio bem organizados.

Documentos como os comprovantes de pagamento, contrato de consórcio, e carta de crédito são essenciais para uma declaração precisa e para possíveis verificações por parte da Receita Federal.

Dicas para evitar problemas na declaração

  1. Organização é fundamental: Mantenha todos os documentos relativos ao consórcio bem organizados e de fácil acesso.
  2. Atenção aos detalhes: Revise todas as informações antes de enviar a declaração, garantindo que não haja erros nos valores e nas descrições.
  3. Consultar um especialista: Se tiver dúvidas, não hesite em consultar um contador ou especialista em Imposto de Renda para assegurar que tudo está correto.

Veja outros: Atrasados podem ganhar MAIS ao declarar o Imposto de Renda? Saiba COMO funciona o pagamento da restituição!