Cashback com devolução na boca do caixa? Governo quer viabilizar dinheiro de volta, entenda

Em breve, brasileiros poderão ter acesso a uma forma diferenciada de cashback. Entenda como pode funcionar essa novidade!

Imagine fazer suas compras do dia a dia e receber parte do dinheiro de volta imediatamente. Parece um sonho, mas pode se tornar realidade no Brasil! O governo, sob a liderança do ministro Fernando Haddad, está trabalhando em uma proposta inovadora de reforma tributária que inclui a implementação de um sistema de cashback, devolvendo aos consumidores o imposto pago em determinados produtos. 

Esta iniciativa visa beneficiar especialmente as pessoas de baixa renda, promovendo mais justiça social e transformando a maneira como lidamos com nossas finanças diárias. Vamos explorar como esse novo sistema de cashback pode afetar positivamente sua vida e a economia do país.

Já pensou em conseguir cashback nas suas compras através do governo? Entenda a iniciativa!
Já pensou em conseguir cashback nas suas compras através do governo? Entenda a iniciativa! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Nova era do consumo: governo planeja implementar sistema de cashback direto na boca do caixa

Em síntese, cashback, ou “dinheiro de volta” em tradução livre, é um sistema onde o consumidor recebe de volta uma parte do dinheiro gasto em compras. Na proposta do governo, o dinheiro de volta se aplicaria principalmente a produtos da cesta básica, permitindo que consumidores de baixa renda, cadastrados no CadÚnico, recebam de volta parte do imposto embutido no preço dos produtos. Dessa forma, a ideia é que o cashback seja aplicado no momento do pagamento, diretamente na boca do caixa, oferecendo um benefício imediato ao consumidor.

Benefícios sociais e econômicos do cashback

No geral, o sistema é projetado para beneficiar mais as pessoas de baixa renda, já que o mesmo valor de imposto tem um impacto maior sobre elas do que sobre os mais ricos.

Nesse sentido, ao devolver parte do valor gasto, o cashback pode incentivar o consumo, especialmente de itens essenciais, e ajudar a movimentar a economia. Além disso, pagamentos eletrônicos, que seriam incentivados pelo cashback, aumentam a transparência e reduzem as chances de sonegação fiscal.

Desafios e considerações

Ademais, a implementação efetiva do cashback exigirá avanços tecnológicos e logísticos, especialmente na integração com sistemas de pagamento e na fiscalização. Para isso, o governo precisará avaliar o impacto orçamentário dessa medida, equilibrando os benefícios sociais com a saúde financeira do país.

Perspectivas futuras

Embora inicialmente focado em pessoas de baixa renda e produtos da cesta básica, o programa de cashback tem potencial para ser ampliado, beneficiando um número maior de consumidores. Nesse sentido, esta medida faz parte de uma reforma tributária mais ampla, que busca simplificar os impostos e melhorar a arrecadação do governo.

Em suma, o sistema de cashback proposto pelo governo brasileiro representa uma mudança significativa na forma como o consumo é incentivado e tributado no país. Com foco na justiça social e no incentivo ao uso de pagamentos eletrônicos, este sistema tem o potencial de beneficiar milhões de brasileiros, especialmente aqueles de baixa renda. 

Veja também: 4 truques incríveis para você receber um dinheiro extra em 2024

Formas facilitadas de conseguir cashback no dia a dia 

Conseguir cashback, ou seja, receber de volta uma parte do dinheiro gasto em compras, é uma maneira inteligente de economizar e maximizar seu poder de compra. Aqui estão cinco formas comuns de obter cashback:

Sites e aplicativos de cashback

  • Funcionamento: você se cadastra em um site ou app de cashback, faz compras através de seus links em lojas parceiras e recebe uma porcentagem do valor gasto de volta;
  • Exemplos: sites como Méliuz, Beblue, e Ame Digital são populares no Brasil.

Cartões de crédito com cashback

  • Funcionamento: alguns cartões de crédito oferecem cashback como benefício. Uma porcentagem do valor das suas compras é devolvida diretamente na fatura ou acumulada em um saldo que pode ser usado posteriormente;
  • Exemplos: cartões de bancos tradicionais e digitais, como Nubank e Banco Inter, oferecem essa vantagem.

Programas de fidelidade de lojas ou marcas

  • Funcionamento: lojas ou marcas específicas oferecem programas de fidelidade onde, ao comprar produtos, você acumula pontos que podem ser convertidos em descontos, produtos ou cashback;
  • Exemplos: grandes redes varejistas e supermercados costumam ter seus próprios programas de fidelidade com opções de cashback.

Bancos digitais e serviços de pagamento

  • Funcionamento: alguns bancos digitais e serviços de pagamento oferecem cashback ao realizar transações, como pagar contas ou fazer transferências usando seus serviços;
  • Exemplos: PicPay (https://picpay.com/) e Mercado Pago (https://www.mercadopago.com.br/) são exemplos de serviços que frequentemente oferecem cashback em transações.

Veja também: Empréstimo da 99 oferece até R$ 10 mil; saiba como conseguir o dinheiro no app