Cartão Material Escolar ainda está sendo DISTRIBUÍDO e garante até R$ 320 aos brasileiros

O Cartão Material Escolar, oferecido pelo governo proporciona até R$ 320 para famílias de baixa renda. Confira os critérios de elegibilidade.

A compra de material escolar é um momento de grande expectativa para crianças e adolescentes, que se preparam para o início do ano letivo com entusiasmo e desejo de novidades. 

No entanto, para os pais, essa época pode representar uma grande preocupação com os gastos e a escolha dos melhores produtos. Isso atinge, sobretudo, as famílias de baixa renda. 

Então, o governo criou um auxílio de R$ 320 para os que precisam comprar material escolar para os filhos. Continue lendo esta matéria para descobrir quem pode sacar o benefício

Cartão Material Escolar ainda está sendo DISTRIBUÍDO e garante até R$ 320 aos brasileiros
Saiba quem pode receber o cartão do material escolar – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Cartão material escolar de R$ 320: uma ajuda valiosa 

Com o início do ano letivo, muitas famílias enfrentam o desafio de adquirir material escolar, uma despesa significativa que pode pesar no orçamento. 

Pensando em aliviar esse impacto financeiro, o governo do Distrito Federal lançou uma iniciativa louvável: o Cartão Material Escolar, que oferece até R$ 320 para auxiliar famílias de baixa renda na compra de materiais escolares.

O Cartão Material Escolar é direcionado a crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos, matriculados na rede pública de ensino, provenientes de famílias inscritas no Cadastro Único. 

Com esse cartão, é possível adquirir itens essenciais como cadernos, lápis, canetas e mochilas em papelarias credenciadas, garantindo que os estudantes estejam bem preparados para o ano letivo.

Como funciona?

A inscrição no programa é automática para aqueles com dados atualizados no Cadastro Único, enfatizando a importância de manter as informações em dia. 

Após a inscrição, a retirada do cartão acontece na unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), mediante apresentação de um documento de identificação com foto. 

Este processo assegura que o benefício chegue a quem realmente precisa.

Benefícios 

Além do auxílio na compra de material escolar, famílias inscritas no programa Bolsa Família podem acessar outros benefícios, reforçando o suporte do governo às necessidades básicas das crianças e adolescentes em idade escolar. 

Esses benefícios adicionais incluem renda de cidadania e auxílio para a primeira infância, entre outros. Dicas para Aproveitar ao Máximo o Cartão

Para maximizar o valor do cartão, é recomendado fazer um planejamento prévio das necessidades de material escolar, comparar preços e priorizar itens duráveis. 

Além disso, é crucial estar atento aos prazos para não perder o benefício e compartilhar a informação sobre a existência do cartão com outras famílias que possam se beneficiar.

Veja também: Cadastramento de usuários no sistema do Pé-de-Meia já está acontecendo: parcela inicial de R$ 200 para alunos confirmada

Dicas para economizar na compra dos itens de escola

A compra de material escolar pode ser um desafio para o orçamento familiar. Com um pouco de planejamento e organização, é possível encontrar alternativas para reduzir os gastos sem comprometer a qualidade dos materiais.

Planejamento

O primeiro passo é revisar a lista de materiais com atenção, verificando quais itens já estão em casa e podem ser reutilizados. Converse com a escola para entender se há materiais que podem ser compartilhados entre os alunos.

Pesquisa

Pesquise preços em diferentes lojas, tanto físicas quanto online. Compare preços de marcas diferentes e avalie a qualidade dos produtos antes de comprar. Opte por marcas genéricas, que costumam ser mais baratas.

Reutilização

Reaproveite materiais do ano anterior que estejam em bom estado, como cadernos, lápis de cor, canetas e mochilas. Incentive as crianças a customizarem seus materiais usados, dando um toque pessoal e criativo.

Compra em grupo

Junte-se a outros pais e faça compras em grupo para negociar descontos com as lojas. Essa é uma ótima maneira de economizar em itens de maior valor, como livros e uniformes.

Veja também: Pagamento EXTRA do Bolsa Família aos titulares em 2024: confira os requisitos