Brasileiros podem ser cortados da 3ª parcela do Auxílio: Veja se você faz parte!

Vinicius Colares
Atualizado Hoje!

Brasileiros podem ser cortados da 3ª parcela do Auxílio: Veja se você faz parte! – Confira mais detalhes sobre o pente fino que está sendo feito pelo Dataprev e Ministério da Cidadania!

Se você é um dos milhões de pessoas que estão contando com o benefício de R$ 600,00 é importante se manter informado. Isso porque foi divulgado recentemente que alguns beneficiários podem ser cortados da 3ª parcela do Auxílio Emergencial

Esse processo está sendo feito nesse momento depois de serem encontradas diversas irregularidades em pagamentos em todo o país. Alguns militares, PMs e empresários estão na lista de pessoas que não estão em situação de desemprego, não estão nos requisitos para receber e acabaram recebendo. 

A seguir vamos falar um pouco mais sobre como deve acontecer esse corte. Entenda e saiba se você ou algum dos seus familiares corre o risco de perder o benefício do Governo Federal e da Caixa. 

Brasileiros podem ser cortados da 3ª parcela do Auxílio
Imagem: Mister Shadow/ASI/Estadão Conteúdo

Reanálise dos Cadastros Auxílio Emergencial

É oficial: o Ministério da Cidadania confirmou que irá fazer uma reanálise dos cadastros do Auxílio Emergencial depois de cada depósito. Agora, depois de ter feito o pagamento da segunda parcela, será feito uma espécie de “pente fino”. 

Cadastro Único libera 24 Benefícios aos Brasileiros em 2020: Confira todos os Auxílios que você pode receber!

Essa reanálise dos cadastros significa que algumas pessoas podem ter o Auxílio Emergencial cortado. Essa análise será feita nas bases de dados do sistema e irá verificar novas informações dadas pelos cidadãos. 

A intenção dessa ação é justamente evitar que pessoas que não possuem direito ao benefício acabem recebendo o pagamento. Por exemplo, se você recebeu a primeira parcela mas conseguiu um emprego logo em seguida, você não deveria mais receber as outras parcelas já que o auxílio é voltado para desempregados, principalmente. 

Auxílio de R$ 600 cortado

O auxílio de R$ 600 vai ser cortado em casos específicos. Por exemplo, se o cidadão teve a carteira de trabalho assinada nos últimos tempos, o sistema deverá verificar e analisar novamente o cadastro. 

Se ele continuar dentro dos requisitos, receberá os valores. Senão, o trabalhador que teve acesso a um trabalho formal não deverá receber a segunda ou terceira parcela. Quem começou a receber algum outro tipo de benefício também não deverá receber a 3ª parcela do Auxílio: aposentadoria ou pensão por morte, por exemplo. 

Quem vai ter o Auxílio Emergencial cortado

Mas e quem vai ter o Auxílio Emergencial cortado? Existem vários cenários possíveis em que as reanálises podem mostrar que o cidadão não possui mais o direito de receber as outras parcelas. 

São os casos específicos como:

  • Estar empregado com carteira assinada (formalmente);
  • Começar a receber o seguro-desemprego;
  • CPF irregular; 
  • Se tornar aposentado ou pensionista do INSS;
  • Chegar em um limite maior do que duas pessoas recebendo o Bolsa Família na mesma unidade familiar;
  • Receber outro benefício: Benefício de Prestação Continuada (BPC); Auxílio Doença; Garantia Safra; Seguro Defeso – exceção do Bolsa Família que ainda vale; 
  • Fazer parte de uma família com renda mensal por pessoa maior do que meio salário mínimo (R$ 522,50);
  • Possuir uma familiar mensal total maior que três salários mínimos (R$ 3.135). 

Conheça outros benefícios liberados além do Auxílio Emergencial: https://pronatec.pro.br/apos-2a-parcela-do-auxilio-novos-beneficios-sao-liberados/

 

Leia Também