- Publicidade -

Brasileiros que possuem conta no Caixa Tem podem receber valor extra até o final do ano

O saque extraordinário está disponível para quem tem saldo no FGTS

0

Um total 42 milhões de trabalhadores brasileiros têm até dezembro para efetuar uma retirada de até R$ 1 mil pelo aplicativo Caixa Tem, relativos aos repasses do saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O repasses com o valor extra já foram finalizados pela Caixa Econômica Federal no dia 15 de junho.

- Publicidade -

A Caixa relembra que essa nova rodada de saques foi anunciada em março e dá ao trabalhador o direito de resgatar valores que estejam em contas ativas ou inativas do FGTS.

Os valores ficam disponíveis até dezembro/Divulgação

Veja quais são as exceções para o valor extra

Apenas não poderão fazer parte desse grupo, os trabalhadores que tenham utilizados seus recursos no fundo como garantia de algum empréstimo ou como antecipação do saque-aniversário.

- Publicidade -

O valor a ser sacado vai depender do saldo que o trabalhador tiver em conta. De qualquer forma, o máximo permitido é R$ 1 mil. Quem tiver menos, saca menos.

É importante lembrar, que ninguém é obrigado a fazer o saque extraordinário do FGTS. Trata-se, portanto, de uma iniciativa facultativa.

Mesmo assim, se o trabalhador baixar em seu celular o app Caixa Tem, vai perceber que a Caixa lhe abriu uma conta poupança digital, onde o recurso estará depositado.

E se o trabalhador não precisar do recurso?

- Publicidade -

Cabe ao trabalhador movimentar ou não esse valor. Se ele não sentir necessidade de recorrer a esse dinheiro, poderá deixá-lo intacto até o dia 15 de dezembro. Outra opção é solicitar a devolução do crédito. Em ambos os casos, o dinheiro voltará corrigido ao FGTS do cidadão, sem que ele tenha nenhuma perda.

Veja também: Saques de R$ 6,2 mil liberados através da CAIXA: Quais os requisitos para receber?

Calendário do saque extraordinário do FGTS

Os depósitos do saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempos de Serviço tiveram início no mês de abril e terminaram no dia 15 de junho, seguindo a ordem do mês de aniversário dos trabalhadores.

- Publicidade -

A título de informação, a Caixa acha importante que os cidadãos confiram o calendário de depósitos, que relaciona o mês de nascimento do trabalhador e a data em que foi efetuado o pagamento do benefício.

Tabela do valor extra usada pelo governo era a seguinte:

Mês de nascimento/ Data de pagamento

  • Janeiro: 20 de abril
  • Fevereiro:  30 de abril
  • Março: 04 de maio
  • Abril: 11 de maio
  • Maio: 14 de maio
  • Junho: 18 de maio
  • Julho: 21 de maio
  • Agosto: 25 de maio
  • Setembro:  28 de maio
  • Outubro: 1º de junho
  • Novembro:  08 de junho
  • Dezembro: 15 de junho

- Publicidade -

Veja também: Possui saldo do FGTS mas não sabe como sacar? Conheça truque para utilizar o valor

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais