Bolsa Família terá pagamento ANTECIPADO nos próximos DOIS meses?

Segundo o calendário oficial do Bolsa Família do ano que vem, o benefício deverá contar com dois meses adiantados. Entenda os motivos!

A partir de janeiro, os beneficiários do Bolsa Família já devem começar a receber do novo benefício. Inclusive, os valores se manterão os mesmos, de forma que ninguém saia prejudicado no ano que vem. Recentemente, o Ministério da Cidadania liberou o calendário completo de repasses, que deve contar com dois meses adiantados.

Quer saber em quais meses o benefício deve ser pago antes da data comum? Então continue acompanhando a matéria abaixo e não perca as informações importantes que separamos para você!

O calendário oficial e completo de pagamentos do Bolsa Família já foi liberado e pelo menos dois meses contarão com a antecipação dos repasses. Entenda!
O calendário oficial e completo de pagamentos do Bolsa Família já foi liberado e pelo menos dois meses contarão com a antecipação dos repasses. Entenda! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Antecipação do pagamento do Bolsa Família

O Bolsa Família deve voltar para substituir o Auxílio Brasil a partir de janeiro, retomando o posto de maior auxílio assistencial do país. Após a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Transição, o valor do benefício deve se manter em R$ 600 e famílias com crianças pequenas devem receber um adicional de R$ 150 por cada uma até seis anos.

Dito isso, o calendário completo de pagamento de todos os meses já foi liberado pelo Ministério da Cidadania e o que chamou a atenção dos beneficiários é que dois meses devem ser adiantados. Trata-se, na verdade, fevereiro e dezembro, devido aos feriados disponíveis nas datas.

No caso, em fevereiro ocorre o Carnaval, enquanto em dezembro temos o Natal. Assim, o adiantamento serve para que as famílias não saiam prejudicadas durante as datas comemorativas, recebendo os valores no tempo certo e podendo utilizá-los para custear os gastos das comemorações.

Calendário divulgado de janeiro

Como todo o calendário do benefício já foi liberado, confira quando começarão os pagamentos referentes a janeiro:

  • 18 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 1;
  • 19 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 2;
  • 20 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 3;
  • 23 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 4;
  • 24 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 5;
  • 25 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 6;
  • 26 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 7;
  • 27 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 8;
  • 30 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 9;
  • 31 de janeiro: pagamento para beneficiários com número final do NIS 0.

Veja também: Quando começam os pagamentos do Auxílio Brasil 2023? Resposta é PREOCUPANTE

Quem tem direito e como consultar o benefício?

As regras de concessão para ter acesso ao benefício não mudaram. Por exemplo, ainda é necessário se enquadras nas linhas da pobreza ou extrema pobreza, bem como ter o registro atualizado no CadÚnico. Contudo, o que deve retornar no ano que vem são as condicionalidades, que deixaram de existir com o Auxílio Brasil:

  • Acompanhamento para nutrizes;
  • Exigência de que grávidas realizem o pré-natal;
  • Acompanhamento da frequência escolar de jovens;
  • Exigência de atualização da carteirinha de vacinação das crianças.

Já a consulta sobre o recebimento das parcelas pode acontecer nos seguintes canais:

  • Caixa Tem (Android: https://bityli.com/SVbrUS ou iOS: https://bityli.com/FwISrT);
  • Auxílio Brasil (Android: https://bityli.com/QWgjUA ou iOS: https://bityli.com/DiMLHl).

Novas exigências para o Bolsa Família

Quem está pensando em continuar recebendo os valores normalmente deve ficar atento.

Isso porque existem alguns novos requisitos que são fundamentais para continuar recebendo normalmente. Ou seja, mesmo quem já recebe deve ficar ligado para não perder os pagamentos.

Entre essas novas exigências confirmadas estão:

  • Acompanhamento do calendário de vacinação;
  • Frequência escolar mínima de 85% para crianças e adolescentes: idades entre 6 e 15 anos;
  • Acompanhamento do crescimento e desenvolvimento de crianças menores de 7 anos;
  • Obrigação de pré-natal para gestantes;
  • Verificação e acompanhamento de nutrizes – mães que estão amamentando;
  • Verificação de ações socioeducativas para crianças em situação de trabalho infantil.

Estudantes podem receber Auxílio Brasil em 2023?

Por fim, outra questão que surge com frequência é sobre a possibilidade de estudantes receberem o benefício social.

Contudo, existe uma limitação: a idade mínima para fazer o cadastro e receber o benefício como chefe de família é 18 anos de idade. Exceções são raras – em caso de mães solo com menos de 18 anos, por exemplo.

Ou seja, se for uma família de um estudante com mais de 18 anos que está dentro dos requisitos de renda, é possível a aprovação.

Além disso, existe o que ficou conhecido como Auxílio Brasil para estudantes. Isso nada mais é do que um ‘adicional’ para famílias que possuem alunos.

Contudo, é necessário aguardar se esse valor vai se manter na nova administração. O que se sabe, é da possibilidade de a partir de março acontecer um adicional para crianças de até 6 anos de idade. Mas tudo depende dos próximos passos do Ministério do Desenvolvimento Social.

Veja também: Auxílio de R$ 600 ou R$ 900? Novo governo toma decisão importante, veja o que irá acontecer