Passo a passo para conferir o PAGAMENTO do Bolsa Família pelo CELULAR; você pode ter recebido um aumento!

Milhões de beneficiários do Bolsa Família podem contar com um novo aumento no valor do benefício, considerando os novos adicionais propostos pelo Governo Federal.

O Bolsa Família do mês de junho veio totalmente turbinado. Isto é, de acordo com algumas estimativas recentes, os repasses das parcelas desse mês serão os maiores da história do programa. Ou seja, milhões de beneficiários poderão receber muito mais do que estão esperando.

Tudo isso faz parte de um conjunto de mudanças propostas pelo atual governo, tendo como representante Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em seu terceiro mandato. Além de todos os valores adicionais ofertados aos beneficiários, outra notícia interessante é que os pagamentos já estão em vigor.

Melhor dizendo, os repasses turbinado já tiveram início, agora, o grande ponto está no processo para consultar a quantia disponível e quem poderá contar com os aumentos anunciados. Assim, vale sanar todas as dúvidas de uma vez por todas!

Bolsa Famíla
Mudanças no benefício / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Bolsa Família turbinado: saiba qual o valor do benefício em junho

Bem, assim como mencionado anteriormente, as parcelas de junho do Bolsa Família foram consideradas as maiores de toda a história dos programas sociais ofertados pelo Governo Federal. Trata-se, portanto, da realização das promessas eleitorais de Lula da Silva.

Dessa forma, apesar dos aumentos terem sido anunciados há um tempo, grande parte dos beneficiários ainda não sabe, com exatidão, qual será o valor final proposto para cada um. Antecipadamente, vale pontuar que as parcelas podem variar.

Primeiramente, atualmente, o valor fixo do Bolsa Família é de R$ 600. Assim sendo, trata-se do novo valor mínimo que cada um poderá receber. Por outro lado, existem novos adicionais dispostos para aqueles que cumprem os requisitos de concessão. São eles:

  • Adicional 1 – R$ 150 para cada criança de até 6 anos de idade;
  • Adicional 2 – R$ 50 para cada jovem de até 18 anos de idade;
  • Adicional 3 – R$ 50 para cada gestante e/ou lactante do grupo familiar.

É importante mencionar que as parcelas extras são totalmente acumulativas, ou seja, é possível receber um adicional pode cada membro que cumprir os requisitos descritos. Levando isso em conta, as parcelas podem passar de R$ 1 mil.

Veja também: 13º do Bolsa Família: DESCUBRA quem são os beneficiários que começam a receber essa semana

Passo a passo para consultar as parcelas pelo celular

Agora que já foi possível compreender melhor como está acontecendo a disposição das parcelas, é hora de conferir o passo a passo para consultar os valores disponíveis para cada um, porém, utilizando apenas o aparelho celular, garantindo maior facilidade.

Sem quaisquer delongas, as parcelas são ofertadas pelo aplicativo do Caixa Tem. Assim sendo, a primeira coisa a ser feita é acessá-lo (bityli.com/SVbrUS) e realizar login com as credenciais solicitadas. Feito isso, o valor estará disponível para consulta logo na página inicial.

Agora, em relação ao calendário de pagamentos, vale considerar que o Governo segue uma ordem de prioridade. Assim sendo, essa ordem leva em conta o dígito final do NIS (Número de Identificação Social). Os dígitos seguem 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0. As respectivas datas de depósito são:

  1. 19 de junho
  2. 20 de junho
  3. 21 de junho
  4. 22 de junho
  5. 23 de junho
  6. 26 de junho
  7. 27 de junho
  8. 28 de junho
  9. 29 de junho

Por fim, aqueles que têm o NIS final 0 receberão no dia 30 do mesmo mês.

Veja também: Bolsa Família com R$ 142 por membro da família? Entenda o NOVO cálculo dos novos valores