Bolsa Família de janeiro terá parcela ANTECIPADA? Quando será possível sacar?

Será que a primeira parcela do benefício será paga antes do esperado? Qual será o valor do Bolsa Família que será pago no ano que vem? Saiba esses e outros detalhes aqui.

Com a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Transição, agora é oficial: o Bolsa Família irá voltar a partir de janeiro de 2023. No entanto, os atuais beneficiários do Auxílio Brasil e os que irão receber o Bolsa Família futuramente podem se perguntar: a parcela de janeiro será antecipada? Quando será possível sacar o valor do benefício?

Antes de responder aos questionamentos, é importante ressaltar que a última parcela do Auxílio Brasil começou a ser paga no dia 12 de dezembro e seguirá até o dia 23 do mesmo mês. Com isso, o próximo pagamento só irá acontecer em janeiro, já na gestão do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Bolsa Família de janeiro terá parcela ANTECIPADA? Quando será possível sacar?
Saiba se a parcela de janeiro do Bolsa Família será antecipada e quando o saque poderá ser feito Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

O Bolsa Família de janeiro será antecipado?

A resposta é que ainda não se sabe se a parcela de janeiro será antecipada. Entretanto, o que se pode afirmar é que o programa irá pagar parcelas mensais de R$ 600 aos beneficiários, além do extra de R$ 150 para as famílias que possuem crianças de até seis anos de idade que frequentem a escola e estejam com a vacinação em dia.

Mas, não é apenas o nome do benefício que será mudado, algumas novas regras serão implementadas a partir do ano que vem. O acompanhamento familiar, por exemplo, voltará a ser uma medida de análise para que os pagamentos sejam liberados para os beneficiários.

A atuação coordenada com Sistema Único da Assistência Social (Suas); a parceria entre municípios e estados; assim com os já citados acompanhamentos das condicionalidades em educação, para garantir o direito à escola, médico e de vacinação serão algumas das medidas adotadas.

O calendário de pagamento do benefício, por sua vez, ainda é uma incerteza. Espera-se que as datas sejam divulgadas ainda neste ano de 2022. Com isso, essa informação ainda será de responsabilidade do atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), e não do presidente eleito, Lula.

Veja também: Brasileiros poderão contar com valor EXTRA do Bolsa Família a partir de janeiro

Como será a mudança do Auxílio Brasil para Bolsa Família?

Acredita-se que as primeiras transições entre os benefícios sejam realizadas de forma automática. Ou seja, irá funcionar da seguinte forma: quem está com o cadastro atualizado no Cadastro Único (CadÚnico), não precisa se preocupar porque irá receber o benefício normalmente.

Contudo, se os seus dados estão desatualizados, o indicado é que a regularização aconteça o quanto antes para não se prejudicar com o pagamento do benefício. Ademais, as pessoas que já recebem o Auxílio Brasil não irão precisar fazer um novo cadastro para receber o Bolsa Família.

De acordo com os representantes do governo de transição do presidente eleito, uma das principais mudanças será em relação às exigências relacionadas à escola e à vacinação das crianças, como já foi pontuado anteriormente. Com a passagem para o atual benefício essa fiscalização foi encerrada.

Saiba mais: Após decisão, Bolsa Família é tirado do teto de gastos: Veja o que significa