CONFIRA a LISTA! Benefícios serão LIBERADOS nos PRÓXIMOS DIAS: Milhões de BRASILEIROS terão DIREITO…

Alexandre Guglielmelli
Atualizado Hoje!

BENEFÍCIOS LIBERADOS: GOVERNO autoriza PAGAMENTOS para milhões de BRASILEIROS nos PRÓXIMOS DIAS. Veja a LISTA COMPLETA e confira se você tem DIREITO.

Ótima notícia para quem participa de programas sociais ou é segurado no INSS! O Governo Federal autorizou recentemente a liberação de uma extensa lista de benefícios para milhões de brasileiros, com o objetivo de atenuar os efeitos da pandemia de Covid-19 e movimentar a economia.

Mas afinal de contas, quais benefícios serão liberados pelo governo nos próximos dias para os brasileiros? Explicamos abaixo tudo sobre a lista completa: os benefícios disponíveis, quem poderá recebê-los e como serão feitos os pagamentos; confira.

CONFIRA a LISTA! Benefícios serão LIBERADOS nos PRÓXIMOS DIAS
Imagem: Divulgação

O primeiro dos benefícios liberados – Auxílio Emergencial

Desde o final de 2020, o Governo Federal estuda maneiras para liberar uma extensão do Auxílio Emergencial, criado no início da pandemia de Covid-19. Finalmente, em março de 2021, a continuação do benefício foi finalmente liberada – e deve começar a ser paga no início de Abril.

O calendário do Novo Auxílio Emergencial ainda não foi divulgado, mas o Ministro da Cidadania garantiu que os pagamentos das parcelas vão começar no início de Abril, provavelmente entre os dias 5 e 10.

Uma novidade no Auxílio Emergencial 2021 é a diferença entre os valores das parcelas. Quem mora sozinho vai receber R$ 150 mensais; famílias não chefiadas por mulheres devem receber R$ 250 e famílias chefiadas por mulheres vão receber R$ 375.

APÓS CALENDÁRIO do Auxílio em ABRIL, PARCELAS podem ser de R$ 600,00 NOVAMENTE! Veja as DATAS;

Benefício Emergencial Liberado

O Benefício Emergencial de Prestação do Emprego e da Renda (BEm) deve ser o próximo liberado. É possível que o Governo Federal espere até o depósito da primeira parcela do Novo Auxílio Emergencial para liberar o pagamento.

Tudo indica que as regras do programa devem seguir os mesmos critérios estabelecidos em 2020. Com isso, o BEm vai permitir que o empregado e o empregador firmem um acordo de redução de jornada e salário, que pode variar entre 25% e 70%. Veja as regras abaixo:

  • Redução de jornada e salário de 25% – Emprega paga 75% do salário e o Governo custeia os outros 25%;
  • Redução da jornada e salário de 50% – Emprega paga 50% do salário e o Governo custeia os outros 50%;
  • Redução de jornada e salário de 70% – Emprega paga 30% do salário e o Governo custeia os outros 70%.

Suspensão Temporária de Salários

Outra alternativa oferecida pelo governo para empresas e trabalhadores é a Suspensão Temporária de Contratos de Serviço e Salários. Nessa modalidade, o pagamento varia de acordo com o valor do faturamento da empresa; veja abaixo a tabela:

  • Pequenas empresas com faturamento de até R$ 4 milhões e 800 mil em 2020 – Trabalhador recebe 100% do seguro-desemprego;
  • Empresas com faturamento de mais de R$ 4 milhões e 800 mil em 2020: Trabalhador recebe 70% do seguro-desemprego e empresa paga os outros 30%.

O Governo também estuda autorizar outra medida referente ao PIS/Pasep, que pode permitir aos trabalhadores demitidos receber o valor do seguro no ato de seu desligamento da empresa. Se as empresas proporcionarem a recolocação do empregado demitido em outro local, também pode receber uma compensação do governo.

13º Salário do INSS

Outro benefício a ser liberado pelo Governo é o 13º Salário do INSS, que pode ser antecipado em breve. Originalmente, a primeira parcela seria paga em fevereiro e a segunda em março. Porém, a antecipação foi adiada devido à demora na votação do Orçamento 2021.

Tudo indica que o 13º salário do INSS será pago aos beneficiários entre abril e junho, assim que for aprovado no Congresso o Orçamento 2021. Os segurados que recebem os seguintes benefícios devem ganhar a antecipação:

  • Salário Maternidade;
  • Auxílio Reclusão;
  • Pensão por morte;
  • Aposentadoria;
  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-doença.

Ainda em 2021, o INSS autorizou a concessão de benefícios como auxílio-doença e auxílio-acidente através de análises de documentos, sem precisar de perícia presencial. A medida veio para evitar filas e aglomerações em agências de atendimento, e deve durar até o final do ano.

Nova margem de Crédito Consignado – Último dos benefícios liberados

Finalmente, o último dos benefícios liberados pelo Governo deve ser a nova margem de crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS. A Medida Provisória tem a intenção de aumentar de 35% para 40% o limite do crédito para os segurados.

A medida já foi aprovada pelo Senado, e agora aguarda a aprovação do presidente Jair Bolsonaro. Além de beneficiários do INSS, outros segurados também terão acesso ao aumento; veja abaixo:

  • Servidores públicos ativos;
  • Servidores públicos inativos;
  • Militares.

 

Leia Também