Benefício de R$ 2,4 MIL é liberado por Lula: descubra quem poderá sacar

O Governo Federal anunciou a criação de um benefício emergencial para atender as vítimas da seca de um estado específico. Confira os detalhes.

Atualmente, o Governo Federal concede uma série de benefícios sociais à população em situação de vulnerabilidade social. Na verdade, trata-se de uma forma de atender ao grupo. O Bolsa Família, por exemplo, é um dos mais famosos. Sua nova versão será lançada em breve e apresentará novas mudanças. A porta de entrada é através do CadÚnico. 

Em algumas ocasiões, o governo pode criar benefícios temporários, para atender a população por conta de determinado problema. É o caso do Auxílio Emergencial, criado por conta do isolamento social causado pela Covid-19. Agora existe mais um benefício social criado de forma emergente. 

O benefício é destinado, apenas, para os moradores de um estado e será pago em uma parcela. Continue lendo esta matéria para saber mais detalhes do novo auxílio criado pelo Governo. 

Benefício-de-R$-2,4-MIL
O Governo Federal anunciou a criação de um novo benefício – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Governo Federal cria novo benefício para os moradores deste estado

Antes de mais nada é importante explicar que o benefício social não será para todos. Como já explicado, apenas os moradores de um estado terão acesso ao valor. Além do mais, o pagamento será destinado ao grupo de pessoas que se enquadram na situação de vulnerabilidade social. Ou seja, é importante respeitar os pré-requisitos para receber o benefício. 

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) destinou R$ 2,4 mil para as famílias do estado do Rio Grande do Sul. O pagamento foi criado em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

De acordo com o chefe da pasta, Wellington Dias, cerca de 10 mil famílias serão beneficiadas com o pagamento. Houve uma forte seca na região, prejudicando, principalmente, os pequenos agricultores. 

Para ter acesso ao benefício a pessoa precisa estar inscrita no CadÚnico. Até quem já recebe o Bolsa Família poderá contar com o pagamento. O saque, de acordo com o MDS, será feito usando o cartão do programa de transferência de renda. O pagamento será destinado aos moradores de comunidades indígenas, quilombolas e pequenos agricultores da região. 

Segundo o MDS e o MDA, o Governo Federal vai destinar cerca de R$ 24 milhões para o pagamento do auxílio. Dias deixou claro que se trata de um benefício e não de um empréstimo. O comunicado foi feito na quarta-feira (22), após uma reunião com o presidente Lula sobre as secas na região. 

Veja também: REVISÃO do Bolsa Família assusta brasileiros: veja o que pode acontecer

Confira as mudanças no Bolsa Família 

Conforme já explicado, o benefício vai ser retomado este ano. Ele atinge todo o território nacional. O Governo Federal pretende implementar algumas mudanças. Em primeiro lugar, haverá o pagamento do adicional de R$ 150,00 para as famílias com crianças de até seis anos de idade. O extra pode chegar em R$ 300,00, caso exista mais de uma pessoa com esta faixa etária. 

Além do mais, Lula quer pagar um adicional de R$ 50,00 para as famílias com crianças de 7 a 18 anos de idade. Por fim, a inscrição no CadÚnico ficará mais criteriosa, principalmente para as famílias unipessoais. 

Veja também: Corte no Bolsa-Família pode ser MAIOR do que se IMAGINAVA