Benefício em menos de 1 dia? Conheça novidade do INSS

Novo sistema do INSS permitiu a concessão de um benefício em menos de um dia: veja detalhes do que ocorreu e saiba como solicitar.

Recentemente, o Instituto Nacional do Seguro Social implementou uma novidade bastante positiva para os brasileiros. Trata-se da instalação de sistemas de sistemas de automação que permitiu que a concessão de um benefício em 12 horas, de forma quase automática. Nas linhas a seguir, entenda como isso ocorreu.

Novo sistema do INSS permite concessão em menos de um dia. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

INSS concede benefício em 12 horas: veja só

O caso ocorreu recentemente em uma cidade no interior da Bahia. Uma cidadão de 60 anos perdeu o marido, de 79 anos, no dia 2 de julho. Passado um mês após a morte do marido, a viúva deu entrada no requerimento de pensão por morte pelo aplicativo Meu INSS. No dia seguinte, com apenas 12 horas de diferença, o instituto concedeu o benefício.

A rapidez é espantosa. Existem casos que chegam a durar meses. Neste exemplo, no entanto, a concessão ocorreu de forma quase automática. De acordo com o INSS, a concessão ocorreu porque a cidadã estava com o cadastro em dia, e suas informações puderem ser checadas de forma automatizada no novo sistema do órgão.

Saiba também: INSS por conta própria: quanto preciso PAGAR por mês para me aposentar? 

Concessão automática

Em junho deste ano, o INSS inovou ao conceder a pensão por morte de maneira automatizada. A princípio, com a nova metodologia para concessão da pensão, o instituto visa reduzir a fila de espera pelo benefício. Em maio, por exemplo, haviam 132.523 requerimentos. Antes do novo sistema, o tempo médio que o segurado aguardava para ter a pensão estava em 68 dias.

No entanto, é importante destacar que a concessão automática da pensão está prevista em apenas duas situações. Quando comprovado que o dependente foi casado ou quando é filho menor de idade da pessoa que faleceu. Para isso, o solicitante deverá apresentar a certidão de nascimento ou casamento, além do documento que comprova o óbito.

Ainda de acordo com o INSS, para ter o requerimento aprovado automaticamente, em especial nos casos de aposentadoria, é preciso informar corretamente todos os dados sobre seu histórico de trabalho, tais como vínculos (empresas ou locais em que já trabalhou) e períodos trabalhados e contribuídos que não estejam registrados no sistema da autarquia.

Como solicitar a pensão por morte do INSS?

Veja o passo a passo:

  • Primeiramente, acesse o portal Meu INSS:
    • App Meu INSS para Android: https://bityli.com/RXNFG
    • App Meu INSS para iPhone (iOS): https://bityli.com/xnBqul
  • Em seguida, inicie um novo pedido ao clicar no botão correspondente;
  • Então, indique o nome do serviço ou benefício desejado;
  • Na listagem, selecione o serviço ou benefício pelo nome;
  • Examine o conteúdo exibido na tela e prossiga conforme as instruções fornecidas.

Abaixo, veja a documentação necessária para todos os cenários:

  • Número de CPF da pessoa falecida e de seus dependentes.
  • Em casos de representação por procurador ou representante legal:
    • Apresentação de procuração ou documento comprovativo de representação legal (como tutela, curatela ou termo de guarda);
    • Documento de identificação com fotografia (como RG, CNH ou CTPS) e CPF do procurador ou representante.

Por fim, para acompanhar a resposta do seu processo:

  • Acesse o Meu INSS;
  • Selecione a opção “Consultar Pedidos”;
  • Localize o seu processo na lista exibida;
  • Para visualizar informações adicionais, clique em “Detalhar”.

Veja também: Aposentadoria do INSS não tem mais idade MÍNIMA para ser solicitada? Saiba mais!