- Publicidade -

Beneficiários do Auxílio Brasil podem ter os pagamentos CONGELADOS; entenda o motivo!

O cadastro é a principal ferramenta que o Governo Federal utiliza para incluir famílias de baixa renda nos programas federais. Veja os detalhes.

0

Terminou no dia 12 de agosto o prazo para que as famílias que estão em Averiguação Cadastral atualizassem as informações no Cadastro Único (CadÚnico).

- Publicidade -

De acordo com o Ministério da Cidadania, o procedimento precisou ser feito para evitar a suspensão dos benefícios. Ou seja, caso não cumpra com a obrigação, beneficiários do Auxílio Brasil podem ter os pagamentos de R$ 600,00 CONGELADOS. E não só eles.

A saber, o Cadastro Único é a principal ferramenta que o Governo Federal utiliza para incluir famílias de baixa renda nos programas federais. Dentre eles, podemos citar o Auxílio Brasil, Vale-Gás, Benefício de Prestação Continuada (BPC), Tarifa Social de Energia Elétrica, e até mesmo o extinto Auxílio Emergencial.

Então a seguir, saiba mais sobre.

Veja o motivo. (Créditos: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

- Publicidade -

Beneficiários do Auxílio Brasil podem ter os pagamentos CONGELADOS

Primeiramente, devem atualizar o CadÚnico as famílias convocadas pelo processo de focalização do Auxílio Brasil. Mas não só eles: também entram no grupo aquelas que fizeram a última atualização nos anos de 2016 e 2017. Sem essa atualização, os benefícios podem ser suspensos ou até mesmo cancelados.

E o pior: a longo prazo, as famílias podem ser excluídas do CadÚnico! Por isso é tão importante manter o seu cadastro ativo. Porém, como faço essa atualização?

Pela regulamentação do banco de dados, a atualização das inscrições por parte das famílias deve acontecer a cada 02 anos. No entanto, caso a família mude alguma informação importante, esta deverá atualizar o registro o quanto antes em um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). São relevantes mudanças como:

- Publicidade -

  • Troca de endereço, telefone bem como estado civil;
  • Alteração na Renda Mensal;
  • Nascimento, Adoção ou Falecimento de algum membro no núcleo familiar.

Mas, além da falta de atualização do registro, o cancelamento da inscrição também pode ocorrer devido a problemas no cadastro. Então, veja mais abaixo.

Veja também: Auxílio no valor de R$ 1,2 MIL é liberado na Câmara dos Deputados? Quem poderá receber?

Situações que levam a exclusão no CadÚnico

- Publicidade -

A saber, as famílias devem ficar atentas as seguintes situações:

  • Informações inverídicas fornecidas ao sistema;
  • Omissão de informações junto ao CadÚnico;
  • Falecimento de integrantes da família;
  • Negação para apresentar novas informações;
  • Exclusão por meio de Decisão Judicial;
  • Não localização da família por ate 48 meses, contados da inclusão ou da última atualização, quando a gestão tenha registros de que procurou a família pelo menos 02 vezes no período.

Benefícios disponíveis para inscritos no CadÚnico

Há diversos benefícios que estão disponíveis para a população caso a pessoa tenha uma inscrição no CadÚnico; confira:

- Publicidade -

  • Vale-Gás;
  • Auxílio Brasil;
  • Aposentadoria para pessoa que tem baixa renda;
  • Isenção de taxas de inscrição em concursos públicos;
  • Casa Verde e Amarela;
  • Carteira do Idoso;
  • PETI;
  • Carta Social;
  • Bolsa Verde – inciativa que visa apoiar à conservação ambiental;
  • Programa que visa apoiar atividades produtivas na área rural – FOMENTO.

Além desses da lista, ainda há o passe livre voltado para PCDs, o telefone popular, a tarifa social de energia elétrica, o programa cisternas, o programa Brasil carinhoso e, por fim, o pro jovem adolescente.

Vale lembrar que a inscrição não é garantia de participar do programa, visto que eles têm exigências próprias.

Fila de espera do Auxílio Brasil

É importante ficar atento também para uma informação que faz parte do Cadastro Único.

Muitas pessoas estão querendo saber qual é a situação da fila de espera do Auxílio Brasil em 2022.

Afinal de contas, quem fez o CadÚnico recentemente ou já está na fila há algum tempo, vai entrar?

De acordo com as últimas informações do Ministério da Cidadania, só em agosto foram mais de 2 milhões de beneficiários incluídos. Em outras palavras, novas famílias estão entrando no programa social.

E o que fazer sobre isso? Depois de ter feito o CadÚnico e solicitado a entrada no programa é necessário aguardar 45 dias para ter a resposta. No próprio CRAS da sua região também é possível obter novas informações.

Pagamento retroativo do Auxílio Emergencial

Embora o Auxílio Emergencial já tenha sido encerrado pelo Governo Federal, ainda há brasileiros que possuem o direito de receber as parcelas. Isso ocorre porque, na época dos pagamentos, o grupo das mulheres solteiras e chefes de família recebeu o direito de receber parcelas duplas. Ou seja, de R$ 1,2 mil.

No entanto, o mesmo não ocorreu com os homens solteiros e chefes de família. Porém, parlamentares conseguiram, posteriormente, estender o direito a esse grupo. Agora, os membros dele podem receber as parcelas duplas de forma retroativa.

A quantia a ser recebida pode variar entre R$ 600 a R$ 3 mil, uma vez que isso depende de quando o beneficiário entrou no programa na época de sua vigência. Para saber se você tem direito, é possível fazer uma consulta pelo site do Dataprev, ao fazer uso da conta Gov.br. O link é o seguinte: https://bityli.com/TvwnRV.

Veja também: Pagamentos de R$ 600,00 do Auxílio Brasil retornam HOJE: Como faço para receber?

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais