Banco do Brasil e o comunicado GERAL para brasileiros com CPF final 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0

O Banco do Brasil acabou de emitir um comunicado convocando clientes apra uma novidade imperdível. Por isso, é importante se atentar às informações!

O Banco do Brasil, um dos pilares do sistema financeiro nacional, trouxe novidades que prometem agitar o mercado de cartões de crédito.

Com um comunicado direcionado a portadores de CPFs terminados em 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, e 0, o banco anunciou uma atualização na política de isenção de anuidade dos cartões Ourocard.

Quer saber como isso é bom para você? Então acompanhe o texto para saber o que isso realmente significa e como pode afetar seu bolso e seu relacionamento com o banco.

Se você é cliente do Banco do Brasil ou quer se tornar um, essa novidade é especialmente para você!
Se você é cliente do Banco do Brasil ou quer se tornar um, essa novidade é especialmente para você! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Isenção de anuidade do Banco do Brasil: o que mudou?

Antes, a isenção de anuidade era um labirinto de condições e letras miúdas. Agora, o Banco do Brasil simplifica tudo: os gastos mínimos necessários para zerar a anuidade variam conforme a categoria do seu cartão.

Se você é daqueles que prezam por economia sem abrir mão dos benefícios, essa mudança é uma luz no fim do túnel.

Por exemplo, para os detentores do Ourocard Classic, o gasto mínimo requerido é de R$2.500 por fatura. Já para as categorias superiores, como o Ourocard Black, o valor sobe para R$15.000, ajustando-se à realidade de cada segmento de cliente.

É uma abordagem que valoriza tanto o usuário cotidiano quanto o investidor de alta renda, equilibrando benefícios e gastos.

Não perca: Banco Inter e o benefício INACREDITÁVEL cedido aos correntistas; desconto de R$ 100 garantido

Como alcançar a isenção?

Para desfrutar dessa isenção, basta que suas compras, nacionais e internacionais, atinjam o valor mínimo estipulado.

Isso inclui as despesas do titular e dos cartões adicionais, abrangendo desde aquela compra impulsiva até o investimento planejado. Mas atenção: taxas, tarifas e juros não entram nessa conta.

E tem mais: além dos gastos em fatura, manter investimentos a partir de R$250 mil sob custódia do banco também garante a isenção.

É o Banco do Brasil recompensando não só o uso do cartão mas também a fidelidade e a confiança no banco como gestor de seus investimentos.

Novidades além da isenção

A renovação não para na isenção de anuidade.

O Banco do Brasil introduz o parcelamento de compras à vista, permitindo que você divida no cartão aquela compra maior, diretamente na fatura, com juros que variam entre 1,99% e 3,49% ao mês.

Uma mão na roda para quem precisa de flexibilidade no orçamento.

Acompanhe outros: Afinal, do que se trata o dito PIX de ‘R$ 10 MIL’ para brasileiros que pagaram o IPTU? Entenda!

Dicas para aproveitar ao máximo seu cartão de crédito

Quer dicas para elevar o limite do seu cartão e aproveitar ainda mais essas novidades? O Banco do Brasil sugere: utilize seu cartão frequentemente, pague as faturas em dia, mantenha a movimentação da conta vinculada ativa e atualize seus dados pessoais regularmente.

Além disso, considerar o recebimento do salário pelo Banco do Brasil e aderir ao Open Finance são estratégias inteligentes para quem busca condições de crédito ainda melhores.

O futuro com o Banco do Brasil

Essas mudanças sinalizam um esforço contínuo do Banco do Brasil em se adaptar às necessidades e expectativas de seus clientes, oferecendo soluções que combinam economia, praticidade e benefícios.

Com essas novidades, o Banco do Brasil não só consolida sua posição como uma instituição inovadora mas também reforça seu compromisso com a satisfação do cliente. Prepare-se para uma nova era de benefícios e facilidades com seu cartão Ourocard.

Confira mais: Mutirão de renegociação e ajuda aos clientes promovido pelos bancos acontece NESTA sexta-feira (15); veja como participar