Auxílio de R$ 1,3 MIL do INSS já está disponível para saque; veja como consultar

Os aposentados e pensionistas do INSS devem verificar se têm direito ao saque do Seguro Defeso no valor de R$ 1,3 mil.

Em tempos onde a economia desafia o dia a dia dos brasileiros, notícias sobre auxílios financeiros surgem como um alento para muitos. Para algus cidadãos, um sopro de esperança chega com o vento: o INSS anuncia a liberação de um auxílio de R$ 1,3 mil, já disponível para saque. Este benefício, destinado a um grupo específico de trabalhadores de alguns estados, promete ser o porto seguro em um período onde as águas da renda se encontram agitadas. Se você faz parte desse seleto grupo, continue a leitura e descubra como acessar essa assistência tão esperada.

Auxílio de R$ 1,3 MIL do INSS já está disponível para saque; veja como consultar
O Seguro Defeso do INSS beneficia os pescadores artesanais durante o período de reprodução dos peixes. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Dinheiro depositado pelo INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social, mais conhecido pela sigla INSS, é o farol que guia a navegação dos aposentados e pensionistas em mares de direitos e benefícios previdenciários. Mas, além desses navegantes mais conhecidos, há outros que também são amparados pelo instituto. Entre eles, um grupo específico pode agora lançar as redes e capturar um valor significativo: R$ 1,3 mil reais que podem ser sacados ainda neste ano de 2023.

Veja também: MEI, autônomo ou desempregado: saiba como CONTRIBUIR ao INSS em qualquer situação

Este valor é parte do Seguro Defeso do INSS, um benefício que tem como público os pescadores artesanais. O defeso é um período determinado por lei em que a pesca é proibida para garantir a reprodução dos peixes. Durante esse intervalo, que se estende de novembro até os primeiros meses de 2024, os pescadores artesanais são impedidos de exercer sua atividade e, consequentemente, de gerar renda. É aqui que o auxílio do INSS se torna essencial, funcionando como uma rede de segurança financeira.

O valor do auxílio corresponde a um salário mínimo, atualmente fixado em R$ 1.320. Para os pescadores dos estados do Mato Grosso, Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte, o benefício já está disponível desde o dia 1º de outubro. Importante ressaltar que este auxílio não se confunde com o 13º salário, sendo uma assistência específica para o período de defeso.

Para ter acesso ao Seguro Defeso, o INSS estabelece alguns critérios que devem ser observados pelos pescadores. Primeiramente, é necessário ser um pescador artesanal, ou seja, aquele que depende exclusivamente da pesca para sua subsistência. Além disso, é preciso estar registrado no Ministério da Pesca como pescador há pelo menos um ano. A contribuição previdenciária durante esse período é outro requisito, exceto no período do defeso.

Há também restrições quanto à acumulação de benefícios. Aqueles que já recebem o BPC ou qualquer outro benefício previdenciário, com exceção do auxílio-acidente e da pensão por morte limitada a um salário mínimo, não estão elegíveis para receber o Seguro Defeso. O prazo para requerimento do benefício é bastante específico: pode ser feito a partir de 30 dias antes do início do período de defeso, até o último dia desse período. Portanto, para os pescadores que se enquadram nesses critérios, o momento de solicitar é agora.

Como solicitar

O processo de solicitação é facilitado pelo acesso digital. Os pescadores podem requerer o auxílio diretamente pelo site do Instituto Nacional do Seguro Social. Para isso, basta acessar o endereço eletrônico https://www.gov.br/pt-br/servicos/solicitar-seguro-defeso-pescador-artesanal e seguir as instruções para a solicitação.

Este auxílio chega como uma maré favorável para os pescadores artesanais, que veem na proteção dos ciclos naturais dos peixes a garantia de sua própria subsistência futura. Com o Seguro Defeso, o INSS reafirma seu compromisso não apenas com a preservação ambiental, mas também com o sustento daqueles que, dia após dia, lançam-se às águas em busca do seu meio de vida.

Veja também: INSS: auxílio de R$ 1,3 mil para milhares de brasileiros, veja como sacar