- Publicidade -

Beneficiários que não fizerem ISSO, terão o Auxílio Brasil suspenso; entenda!

O Auxílio Brasil veio para substituir o Bolsa Família. Mas, ele pode se suspenso. Veja porquê.

0

No próximo mês de julho o Governo Federal retornará com o pagamento do Auxílio Brasil, entretanto alguns brasileiros poderão ter o benefício suspenso por conta de algumas ações.

- Publicidade -

O Auxílio Brasil surgiu em 2021, substituindo o Bolsa Família, que visa ajudar famílias carentes que não tem condições de se manterem sozinhos sem ajuda do governo. Mas, o que poucas pessoas sabem é que pode haver uma suspensão do pagamento se o beneficiário não agir corretamente. E o que seria? Veja abaixo.

Descubra o que pode suspender a retirada do Auxílio Brasil – Imagem: Reprodução

O que pode suspender o Auxílio Brasil

O principal motivo para impedir o pagamento do Auxílio Brasil é o cadastro familiar desatualizado no CadÚnico. O cadastro no banco de dados do governo federal é fundamental para ter acesso a novos programas, mas não é suficiente. Os gestores familiares (FRs) ainda são obrigados a atualizar os dados da família por um período máximo de dois anos.

- Publicidade -

Veja também: Auxílio Brasil tem empréstimo consignado para beneficiários? Entenda!

De acordo com as orientações do Ministério da Cidadania, qualquer inconsistência nos dados informados pelo cadastro único pode levar ao bloqueio do Auxílio Brasil. Portanto, o responsável precisa atualizar as informações no CadÚnico toda vez que houver mudança de endereço, mudança de número de contato, mudança de renda familiar, nascimento ou falecimento de um membro, etc.

Além dessa atualização, outro fator que bloqueava o Bolsa Família anteriormente era o descumprimento de requisitos para continuar recebendo os benefícios, como taxas mínimas de matrícula ou manter a carteira de vacinação dos filhos em dia.

Saiba como liberar o acesso à sua conta Caixa Tem

- Publicidade -

Os beneficiários do Auxílio Brasil podem liberar o acesso ao Caixa Tem via WhatsApp. Esse processo deve ser feito acessando seu cadastro no aplicativo Caixa Tem. Para isso, o usuário deve informar o CPF e a senha. Após fazer login na sua conta, você precisa ir até a opção “Liberar acesso” e clicar no ícone disponível. Um link será enviado para o seu Whatsapp.

Veja também: Salário do Auxílio Brasil: Beneficiários recebem R$ 1 mil este mês?

Depois disso, o beneficiário deve enviar documentos para desbloquear o Caixa Tem. Caso o link não chegue ao seu Whatsapp, verifique se o número informado no cadastro é o mesmo. Se necessário, a alteração do número de telefone cadastrado pode ser solicitada em uma agência da Caixa.

É importante que o titular da conta tenha seu documento de identidade em mãos. O Caixa Tem tem até 48 horas para fazer um pedido após ser feito. Caso o prazo tenha se esgotado e o usuário ainda esteja com problemas, ele deve entrar em contato com a entidade. O beneficiário deve então dirigir-se ao caixa e pedir para autorizar o seu dispositivo a aceder à app.

- Publicidade -

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais