3 métodos práticos para AUMENTAR o valor mensal do seu benefício INSS

Confira como ganhar mais!

Existem diversas maneiras de um segurado conseguir melhorar o valor da aposentadoria que recebe do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Entretanto, muitas pessoas não conhecem esses meios e acabam recebendo a vida toda uma parcela menor do que aquela que teria direito de verdade.

Quer saber quais são os métodos que podem aumentar o valor do seu benefício? Então continue nos acompanhando logo abaixo para conferir todas as informações importantes que separamos para você!

Se você acredita que pode receber um benefício mais alto do INSS, confira alguns meios para conseguir o aumento
Se você acredita que pode receber um benefício mais alto do INSS, confira alguns meios para conseguir o aumento / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Três formas de aumentar o valor dos benefícios do INSS

Como dissemos anteriormente, existem algumas formas efetivas de fazer com que o valor da sua aposentadoria aumente. Confira abaixo três delas!

1) Reconhecimento de trabalho

Essa é uma das primeiras e mais importantes formas de um segurado conseguir o aumento das parcelas do benefício: através do reconhecimento de todos os trabalhados que ele já exerceu na vida, inclusive os informais sem carteira assinada. No caso, para reconhecer esse tipo de trabalho, é necessário pedir o reconhecimento direto no INSS ou pela Justiça do Trabalho.

Veja também: INSS anuncia novas regras da prova de vida; saiba o que mudou

2) Revisão de ação trabalhista

O segundo meio é através de uma revisão trabalhista, que ocorre quando o segurado que se aposentou ganha uma ação trabalhista de reconhecimento por vínculo de trabalho. Nesse caso, ele pode ingressar uma revisão do benefício que foi concedido pelo instituto com a prerrogativa de que os dados disponibilizados estão incompletos e, por isso, é necessário considerar a ação em julgado.

É importante ressaltar que mesmo que o empregado não tenha entrado com uma ação no prazo de dois anos após a rescisão do contrato de serviço, ele ainda tem direito de pleitear a revisão desde que comprove que as verbas corretas não foram incluídas durante o cálculo do valor da aposentadoria.

3) Conversão de período de atividade perigosa ou insalubre

Por fim, esse é um caso mais específico. Trata-se de trabalhadores que atuaram em atividades especiais e possuem, portanto, direito à modalidade de aposentadoria especial do INSS. Isso porque, devido ao risco de insalubridade ou periculosidade, o profissional pode desenvolver doenças ou lesões que fazem com que ele tenha receio de continuar atuando na profissão.

Dito isso, é bastante comum encontrarmos situações em que os trabalhadores que já exerceram atividades especiais tenham trocado de função ou mesmo de profissão. Por isso, o tempo exercido em atividade insalubre ou perigosa pode contar como um período diferencial que influencia bastante no valor do benefício.

Isso faz com que esse período trabalhado seja convertido em um tempo de atuação “comum”, o que não só aumenta o valor do benefício, mas também pode te ajudar a se aposentar mais cedo. Lembrando que é necessário comprovar o período de tempo trabalhado, bem como a função exercida, que vai impactar diretamente na decisão da revisão.

Para ajudar, a orientação é buscar um advogado previdenciário que possa orientar melhor o trabalhador em qualquer um dos casos supracitados.

Veja também: INSS paga benefícios para milhões de brasileiros; confira datas e como CONSULTAR