- Publicidade -

Atualize seu CadÚnico com apenas 1 clique!

Para ter acesso ao sistema digital, o interessado precisa baixar o aplicativo no celular.

0

Essencial para que famílias de baixa renda possam receber os benefícios oferecidos pelos programas de ajuda oferecidos pelas várias instâncias de governo, o Cadastro Único (CadÚnico) também está disponível virtualmente.

- Publicidade -

Essa modalidade permite a realização de pré-cadastro e a atualização dos dados cadastrais, sem qualquer ônus para as famílias interessadas.

Ao mesmo tempo, o acesso ao Cadastro Único pela internet racionaliza o atendimento, uma vez que dispensa a presença dos cidadãos em uma unidade de atendimento no município em que vive, que normalmente é um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

Se você estiver interessado em saber como acessar o Cadastro Único de maneira virtual, continue a ler este artigo, pois vamos explicar o processo por meio de um passo a passo.

Saiba como fazer./Imagem: Divulgação.

- Publicidade -

Um banco de dados do CadÚnico

Antes, porém, vamos mostrar o que é o CadÚnico.

Trata-se, então, de um grande banco de dados mantido pelo governo federal, responsável pela análise das informações a respeito de famílias carentes nos estados e nos municípios brasileiros.

É por meio desse cadastro que é possível fazer a inclusão de grupos de baixa renda nos programas de ajuda socioeconômicos.

- Publicidade -

Para ser incluído no CadÚnico, o cidadão precisa atender a uma série de requisitos, que envolvem informações de caráter pessoal e de cada membro de sua família que vive na mesma residência, tais como a renda que alcança mensalmente, o grau de escolaridade, a situação de sua moradia e de seu trabalho.

Em relação à renda mensal, a família que quiser se inscrever no Cadastro Único deverá receber até R$ 550 per capita, quantia que corresponde a meio salário-mínimo.

Como renda total, a família não poderá ultrapassar R$ 3.300.

Veja também: Posso atualizar meu CadÚnico através da internet? Confira o passo a passo!

- Publicidade -

Como se inscrever presencialmente

Atendidas as condições acima descritas, um representante do grupo familiar deve se dirigir a uma unidade do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais perto da moradia e dar início ao processo.

Como se inscrever virtualmente CadÚnico

Essa outra alternativa, mais simples e mais rápida, pode ser feita da seguinte maneira: baixar gratuitamente o aplicativo CadÚnico virtual, disponível pelos sistemas Android e iOS, e seguir as instruções.

- Publicidade -

Concluída essa fase, a família estará apta a participar de programas sociais como Auxílio Brasil, Benefício de Prestação Continuada (BPC), Tarifa Social, para citar apenas alguns exemplos.

Como se inscrever no CadÚnico?

Vamos agora ao passo a passo da inscrição no CadÚnico. Acompanhe:

  • As perguntas formuladas devem ser respondidas por um integrante da família que vive na mesma casa há pelo menos 16 anos.
  • Melhor será se esse integrante da família seja uma mulher, a quem se pede o número do CPF ou do Título de Eleitor.
  • Se se tratar de família indígena ou quilombola, qualquer documento será aceito.

Para todos os integrantes da família é exigido pelo menos um dos seguintes documentos:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.
  • Abrir uma conta no portal Gov.br.

O CadÚnico também exige um comprovante de residência atualizado (últimos três meses).

Para baixar, acesse:

Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.dataprev.meucadunico&hl=pt_BR&gl=US 

IOS: https://apps.apple.com/us/app/cadastro-%C3%BAnico/id1605659516 

Veja também: Conheça todos os 15 benefícios disponíveis através do CadÚnico: Confira também como realizar o seu cadastro!

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais