- Publicidade -

ATENÇÃO: Nova redução no preço do combustível, confira

Impacto será sentido no bolso do brasileiro?

0

Todo brasileiro neste momento sabe quanto custa o valor das coisas no país. A inflação segue com altos índices e isso impacta no poder de compra da população. Uma das mais recentes informações levadas ao conhecimento comum diz a respeito do preço do combustível que clama por uma redução nos postos. Pois saiba que ela acaba de acontecer e neste artigo vamos mostrar o quanto isso diz respeito a você, consumidor.

- Publicidade -

redução preço combustível
Petrobras anuncia redução no preço do combustível – Imagem: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Petrobras anuncia redução no preço do combustível

Nesta quinta-feira (11), a Petrobras, enfim,  anunciou uma nova redução no preço do diesel vendido às distribuidoras de combustível. A partir da sexta-feira (12), o litro passa a ser vendido a R$ 5,19, o que representa um reajuste de R$ 0,22, ou 4,07%, em relação aos atuais R$ 5,41. Isso significa uma segunda queda seguida no valor do óleo que vinha em uma vertente de alta desde julho de 2021. Já na última semana, ele havia baixado 3,57% na bomba. Os demais combustíveis, no entanto, seguem inalterados.

Veja também: Esse é o FIM das Autoescolas? Processo para tirar ou renovar CNH pode diminuir em até 80%

- Publicidade -

Óleo diesel tem a maior influência nos preços

Porém, não é bom comemorar muito. Isto porque, apesar das quedas, o preço do diesel vendido ainda é 55,39% maior que o praticado em dezembro de 2021. Como o combustível está entre os itens que mais pressionam a inflação brasileira isso influencia diretamente na conta do brasileiro. A saber, os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mostram que no acumulado dos últimos 12 meses até julho, o preço do diesel para os consumidores saltou 61,98%.

Por conta do preço do diesel, as pessoas mais pobres, sobretudo as das cidades interiores, sofrem mais no bolso. Além de pagarem mais caro no transporte público, sentem o impacto na mesa pois os alimentos são transportados por todo o país e num cenário de crise a alta dos preços nos supermercados é consequência disso.

Agora, a Petrobras afirma que a redução acompanhou a evolução dos preços de referência no mercado global e espera encontrar o equilíbrio dentro do cenário nacional. Por fim, pensado na mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do combustível comercializado nos postos, o preço ao consumidor passará de R$ 4,87, em média, para R$ 4,67 a cada litro vendido na bomba. Com isso, espera-se que enfim, o povo brasileiro consiga sentir nas compras o impacto dessa redução.

- Publicidade -

Apps para economizar gasolina

A tecnologia pode ser uma ótima aliada para quem deseja ter uma maior economia na hora de abastecer o veículo. Isso porque há diversos aplicativos que podem ser úteis neste quesito. É o caso, por exemplo, do Shell Box. Ligado à rede Shell, ele pode permitir algumas vantagens na hora de abastecer. Ainda há o Premmia. Este, por sua vez, é ligado à Petrobras e possibilita ao usuário acumular pontos a cada atividade cumprida, os quais podem ser posteriormente trocados por descontos, por exemplo.

Outra alternativa é o aplicativo Gasosa, que faz uma comparação entre a gasolina e o etanol para saber qual é o que mais compensa ser utilizado. Esse aplicativo é ideal para quem é dono de carros flex. Além disso, o Abastece aí também pode ser uma boa opção. Associado à rede Ipiranga, ele permite um cashback para o usuário. Por fim, outra opção é o Waze, uma vez que o aplicativo possui recurso que permite a checagem do preço dos combustíveis nos postos e, assim, pode-se saber em qual é o melhor ir para abastecer o carro.

1) Shell Box: https://bityli.com/wyUghb

- Publicidade -

2) Premmia: https://bityli.com/NmnNRZ

3) Gasosa: https://bityli.com/gDHsnMs

4) Abastece aí: https://bityli.com/qRdaqh

5) Waze: https://bityli.com/IbNDHRi

- Publicidade -

Lei de trânsito que permite “furar” o sinal vermelho

Uma modificação no Código de Trânsito Brasileiro – CTB – pode ter deixado muitas pessoas confusas quanto à permissão ou não de “furar” o sinal vermelho. Logo, é importante dizer que a alteração na lei diz que o motorista pode furar o sinal vermelho caso ele não vá seguir em frente na via, mas, sim, vá virar à direita.

No entanto, a lei só vale em casos determinados, como caso haja permissão da via, das placas, ou autorizações de agentes de trânsito ou, então, caso a manobra não atrapalhe veículos que já estão na via que o motorista deseja fazer o acesso. Para saber mais detalhes sobre isso, é possível ler a matéria abaixo.

Veja também: Nova lei de trânsito permite ‘furar’ o sinal vermelho NESTA situação; entenda!

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia Mais