Atenção, MEI: o prazo para a entrega da declaração ANUAL está chegando! Confira tudo o que precisa saber

A entrega da declaração anual do MEI é algo de grande importância. Faltar com essa obrigação pode trazer sérios riscos ao empreendedor.

Você sabia que a Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI) é um dos documentos mais importantes para manter sua empresa em dia?

Pois é, muita gente acaba deixando passar e depois enfrenta uma série de complicações. Mas não se preocupe, estamos aqui para te guiar nesse processo. Confira como!

Você já entregou sua declaração anual do MEI? Veja como funciona todo o processo!
Você já entregou sua declaração anual do MEI? Veja como funciona todo o processo! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Entendendo a declaração anual

A declaração anual do MEI é uma obrigação que todo microempreendedor precisa cumprir. Ela serve para informar à Receita Federal o total das receitas brutas que foram obtidas no ano anterior.

E o melhor de tudo? O processo é gratuito e totalmente online. Mas é bom não perder o prazo, pois recuperar-se depois é bem difícil!

O prazo é seu amigo… Até deixar de ser

Primeiramente, um ponto crucial que você não pode esquecer é o prazo de entrega da declaração. Em 2024, por exemplo, o período se estende até o dia 31 de maio.

Atrasar essa entrega pode resultar em multas que, acredite, você não vai querer pagar.

O que pode acontecer se eu não entregar a declaração anual?

Não entregar a DASN-SIMEI dentro do prazo pode trazer diversas consequências negativas para o empreendedor.

Antes de mais nada, há um grande impacto financeiro com as multas. Além disso, o atraso na entrega pode levar ao bloqueio do CNPJ, restringindo a realização de operações bancárias, emissão de notas fiscais e acesso a linhas de crédito.

Isso também afeta a regularidade do MEI perante a Receita Federal, podendo resultar na perda de benefícios previdenciários como aposentadoria, auxílio-doença e licença-maternidade.

Portanto, manter-se atento ao prazo e cumprir essa obrigação anual é essencial para evitar transtornos e assegurar a continuidade saudável do seu negócio.

Confira este também: Lista do MEI 2024 revela as profissões que não serão mais aceitas

Multas? Sim, elas existem!

Falando em multas, é bom saber que o valor mínimo é de R$50,00, mas pode aumentar dependendo do tempo de atraso. Então, é melhor se organizar para não ter que abrir a carteira mais tarde, certo?

Passo a passo para fazer a declaração anual do MEI

Para enviar sua declaração sem erros, basta acessar a página da Receita Federal (https://encurtador.com.br/cwGT5), informar seu CNPJ e seguir as instruções.

Você vai precisar informar o valor total da receita bruta do ano anterior e, em alguns casos, detalhes sobre receitas de comércio, indústria ou serviços de transporte. Ah, e não esqueça de imprimir o recibo no final!

Não se esqueça de pagar o DAS também!

Ademais, além da importância de entregar a DASN-SIMEI a tempo, é crucial manter-se em dia com o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) mensal do MEI.

O pagamento regular desse tributo é essencial para garantir a manutenção dos benefícios previdenciários, como aposentadoria e auxílio-doença.

A inadimplência pode resultar em juros, multas e até mesmo na suspensão dos direitos enquanto contribuinte.

Portanto, para assegurar a saúde financeira e a regularidade do seu negócio, é fundamental priorizar tanto a declaração anual quanto os pagamentos mensais do DAS.

Melhor prevenir do que remediar

A declaração anual do MEI é uma daquelas tarefas que, embora pareçam simples, requerem atenção e responsabilidade.

Mantendo tudo em dia, você evita surpresas desagradáveis e garante que seu negócio continue crescendo de forma saudável e dentro da legalidade. E lembre-se, a informação é sua maior aliada nesse processo!

Confira mais: Não entregou a declaração ANUAL do MEI? Veja quais problemas você vai ENFRENTAR agora!