ATENÇÃO: golpe do saque-aniversário tem feito muitas vítimas, veja com EVITAR

Trabalhador deve ficar atento as movimentações em sua conta. Veja!

Nas redes sociais, alguns usuários relatam que estão sofrendo com o golpe do Saque-Aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A modalidade, oferecida pela Caixa, por vezes representa um alívio no saldo do trabalhador.

O fato é preocupante, pois incidentes similares já haviam acontecido com o Saque Extraordinário. Até o momento, o que se sabe é que este tipo de golpe segue uma mesma receita. Quer saber qual é e como evitar? Então, acompanhe a matéria.

Saiba o que fazer se você for uma das vítimas. (Foto: iStock).

Cuidado com o GOLPE do Saque-Aniversário!

Em suma, o criminoso, com um nome e número de CPF, faz o cadastro na Caixa com outro número de telefone e e-mail. Assim, ele cria uma nova conta para conseguir fazer o saque ou ”tomar” empréstimos. O golpe, no geral, só é identificado quando a pessoa, que ainda não possui cadastro na Caixa, tentar acessar algum dos aplicativos oferecidos pelo banco. Então, ela percebe que o número de CPF está atrelado a um e-mail desconhecido.

Nesse caso, o banco orienta a fazer um pedido de contestação em uma das agências, portando CPF e documento com foto. Mas, ainda é preciso tomar cuidado com um outro fator: as ligações! É por meio delas em que o golpista, que se diz ser funcionário da Caixa, oferece opções relacionadas ao Saque-Aniversário do FGTS. Para concluir a suposta transação, os criminosos solicitam os dados da pessoa, que irão servir para entrar na conta e movimentar os valores disponíveis.

O banco também reforça que os trabalhadores têm à disposição os serviços de atendimento da Caixa:  o app FGTS (https://bityli.com/XjFTm), o telefone 4004-0104 (capitais e regiões metropolitanas) e o 0800-104-0104 (demais regiões); além, é claro, das agências.

Saiba mais: Mais um golpe envolvendo o FGTS: entenda e saiba como se PROTEGER  

Situações suspeitas

Ademais, quando houver um saque efetivado, não reconhecido pelo trabalhador, o prazo para conclusão da análise da apuração é de até 60 dias, contados a partir da data de formalização do registro da solicitação. A demora acontece em razão da necessidade de se obter informações também da instituição financeira para a qual os recursos foram encaminhados.

Por fim, caso procedente a contestação, os valores são restituídos à conta de FGTS e os dados cadastrais atualizados com base nas informações fornecidas pelo trabalhador. Tudo isso feito após a devida checagem, com o cancelamento da opção pelo Saque-Aniversário.

Saiba mais: Como funcionará o FGTS CONSIGNADO? Tire suas dúvidas!