Aposentados que fazem parte DESTE grupo podem receber bolada de R$ 100 mil do INSS; saiba mais

Veja se você tem direito!

Está tramitando no Supremo Tribunal Federal (STF) o processo 1.102, que demanda que haja a revisão da vida toda, processo que vai beneficiar aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Isso porque haverá a inclusão de todos os salários em uma só aposentadoria, mesmo as de antes de 1994.

Quer saber quem tem direito à revisão e como solicitá-la? Então continue nos acompanhando logo abaixo para conferir todas as informações importantes que separamos especialmente para você!

Aposentados podem solicitar a Revisão da Vida Toda para terem acesso ao valor
Aposentados podem solicitar a Revisão da Vida Toda para terem acesso ao valor / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Quais aposentados têm direito ao valor?

Atualmente, o cálculo da aposentadoria ocorre de acordo com o divisor mínimo aprovado pela Reforma da Previdência. Funciona da seguinte forma:

  • Primeiro, realiza-se a soma de todos os salários de contribuição desde julho de 1994;
  • Depois, divide-se o resultado da soma por 108;
  • No fim, o valor final é usado como base que poderá ser aplicada ou não a eventuais redutores.

Com a decisão positiva do STF, todos os processos de causas abertas no Brasil passarão pela mudança, mesmo os que tiveram contribuições antes de 1994. Além disso, aposentados cujos processos seguem em tramitação, em que se solicita a inclusão das contribuições realizadas antes desse período, podem receber mais de R$ 100 mil relativos a benefícios anteriores.

Dito isso, a Revisão da Vida Toda é um processo que exige que o cidadão leve sua documentação para um especialista, que vai calcular se há ou não direito de recebimento dos valores. O objetivo é reparar a ilegalidade na Previdência Social, visto que diversos trabalhadores sofreram com a exclusão dos salários antes de 1994.

Veja também: Como consultar lista dos VALORES a receber do INSS: Justiça libera pagamentos

Como solicitar?

Por fim, a solicitação só pode ocorrer através da via judicial pelo segurado que possui direito ao recurso. Para isso, ele deve juntar os seguintes documentos e entrar com uma ação solicitando a revisão:

  • RG e CPF;
  • Cadastro Nacional de Informações Sociais, que o segurado pode encontrar no Meu INSS (Android: https://bityli.com/RXNFG ou iOS: https://bityli.com/xnBqul);
  • Comprovante atual de residência;
  • Carteira de trabalho, se possuir contribuições antes de 1982;
  • Procuração;
  • Uma cópia da carta de concessão da aposentadoria ou mesmo do processo administrativo dessa concessão;
  • Declaração de hipossuficiência, caso o segurado tenha direito à justiça gratuita;
  • O cálculo realizado do tempo de contribuição ao INSS;
  • Um relatório de cálculo da RMI que seja realizado pela ABLCalc (https://ablcalc.com/) contendo todos os salários de contribuições anteriores a julho de 1994.

Veja também: Atenção APOSENTADOS: salário mensal do INSS vai ter acréscimo, saiba mais