Aposentadoria por Invalidez e Auxílio-Doença

Aposentadoria por Invalidez e Auxílio-Doença – Saiba de todas as mudanças que foram feitas pelo INSS neste mês!

Aposentadoria por Invalidez e Auxílio-Doença – Veja as novas regras efetuadas pelo INSS referentes aos auxílios recebidos por segurados!

Acompanhe com a gente as principais informações sobre os benefícios de Aposentadoria por Invalidez e Auxílio-Doença e se mantenha atualizado e sem riscos de perder os benefícios caso os possua, se não, veja como entrar com o pedido em 2018. Atualmente, com as regras do Auxílio-Doença, o segurado que já ganha este benefício precisa, realizar o seu pedido de prorrogamento até 15 dias que precedem o término do benefício.

Ao fazer isso por três vezes consecutivas, quando completar o terceiro pedido, ele deverá passar por nova avaliação médica (perícia) conclusiva. Deste modo, o perito poderá encerrar o seu benefício, porém, se o perito achar que o segurado não tem condições de voltar a exercer sua profissão pode estender o tempo de seguro.

Ainda existe a possibilidade de o médico perito encerrar o benefício, e o trabalhador achar que não está em condições de voltar a atuar na sua profissão pode pedir um novo auxílio ao órgão.

Aposentadoria por Invalidez e Auxílio-Doença
Foto: Divulgação

Alterações nas Normas do INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou no Diário Oficial da União (DOU) Alterações nas Normas do INSS para manter o auxílio-doença. A partir de agora, quem estiver sob estes auxílios e não se considerar apto para voltar ao trabalho só poderá fazer três pedidos de manutenção ao órgão. Antigamente, não existia um número mínimo de pedidos que poderiam ser realizados para a prorrogação.

Outra mudança que foi realizada pelo INSS foi que, a partir de agora, o trabalhador que se considerar em condições de voltar ao trabalho vai poder voltar a cumprir suas atividades sem precisar realizar uma perícia médica para tal. Isso significa que ao término de do seu auxilio-doença, ele se achar apto para voltar ao trabalho ele não precisará esperar o agendamento e deste modo poderá voltar a empresas. Mas para isso ele deve formalizar um pedido através de carta em uma unidade do INSS.

Mudanças nas Regras do INSS
Foto: Divulgação

De acordo com Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) esta mudança visa aliviar a agenda do órgão em relação às perícias médicas. Por exemplo, no estado do Rio de Janeiro a média de espera para que se consiga um atendimento é em média 60 dias.

Veja também como se inscrever no Programa do Governo Federal CadÚnico!

Benefício do INSS Revisto

Muitas pessoas serão chamadas para terem seu Benefício do INSS Revisto, entre elas os trabalhadores que estão recebendo o auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez há mais de dois anos sem passar por nenhuma reavaliação médica. Ao todo serão convocados 530,2 mil beneficiários com auxílio-doença e 1,1 milhão de aposentados por invalidez.

Benefício do INSS Revisto
Foto: Divulgação

Os beneficiários serão chamados por meio de carta e não precisam procurar o INSS. Também serão emitidos avisos nos caixas eletrônicos. Segurados em fase de mudança de residência ou que morem em locais que o correio não chegue serão convocados por edital publicado na imprensa oficial e pode ser conferido através do site da instituição: www.in.gov.br

Veja que quem não sacou o seu PIS/Pasep 2018 terá uma nova oportunidade!

 

Leia Também