Aposentadoria para Dona de Casa

Equipe de Redação
Atualizado Hoje!

Aposentadoria para Dona de Casa  – Você sabia que elas podem se aposentar mesmo sem ainda terem contribuido com o INSS? Veja como funciona!

Aposentadoria para Dona de Casa  – Confira todos os detalhes sobre como conseguir sua aposentadoria!

Cozinhar, lavar, passar, cuidar dos filhos e outros afazeres. Algumas donas de casas podem não possuir carteira de trabalho assinada, mas elas trabalham muito por toda sua vida, e por isso possuem o direito de aposentadoria do INSS, mesmo que não tenham contribuído com o órgão. Estamos em um momento em que a reforma da Previdência Social é muito discutida, e com isso muitas pessoas podem achar que não irão mais conseguir este benefício. Mas ele é possível com qualquer idade, e você pode começar hoje mesmo a fazer isso.

Continue lendo a matéria e fique sabendo como agir e o funcionamento deste tipo de aposentadoria para as pessoas que trabalham na sua própria casa, e não perca tempo, isso poderá garantir uma boa renda para você no futuro.

Aposentadoria para Dona de Casa
Foto: Divulgação

Aposentadoria para Dona de Casa que nunca pagou o INSS

A Aposentadoria para Dona de Casa que nunca pagou o INSS devem começar a contribuir como seguradas facultativas. essa contribuição mensal poderá começar a qualquer momento. A exigências principal é que as contribuições sejam efetuadas a pelo menos 15 anos.

A pessoas que nunca contribuiu deve primeiramente fazer o seu cadastro no INSS pelo telefone 135 ou pela página oficial do INSS. Nesse cadastro, não é necessário utilizar seus documentos, apenas informar os dados pessoas para que o sistema fere um número de inscrição.

Aposentadoria para Dona de Casa que nunca pagou o INSS
Foto: Divulgação

Logo após esse cadastro é possível começar a contribuir, veja abaixo os tipos de contribuição:

Contribuição de 5% sobre o salário mínimo – Serve para homens e mulheres que sejam de baixa renda e que se dediquem somente ao trabalho doméstico em sua residência.

  • – Contribuição de 5% do salário mínimo mensal (R$47,70 em 2018);
  • – 15 anos de contribuição e 65 anos para homens e 60 para mulheres;
  • – Aposentadoria no valor de um salário mínimo;
  • – A dona de casa não pode possuir uma renda própria, ou seja, nenhuma pensão ou imóvel alugada por exemplo.
  • – Estar cadastrado no CadÚnico;
  • – Ter renda familiar de no máximo dois salários mínimos;
  • – Código 1929.

Contribuição de 11% sobre o salário mínimo – Para as pessoas que não cumprem as regras para ser enquadrado na baixa renda.

  • – Contribuição de 11% do salário mínimo mensal (R$ 104,94 em 2018);
  • – 15 anos de contribuição e 65 anos para homens e 60 para mulheres;
  • – Aposentadoria no valor de um salário mínimo;
  • – Código 1473.

Começar a contribuir com o INSS

Para a dona de casa Começar a contribuir com o INSS ela precisa gerar uma guia da Previdência Social através do site do órgão ou adquirindo os carnês as papelarias e os preenchendo manualmente. vai ser preciso informar um dos códigos citados acima, conforme o sistema escolhido.

O recolhimento é feito até o dia 15 de cada mês. Se a data cair em um feriado ou final de semana, o pagamento fica para o próximo dia útil. Não é permitido antecipar as contribuições, porém é permitido o pagamento trimestral, para quem recolhe sobre o salário mínimo. O pagamento é feito nas datas abaixo:

  • Começar a contribuir com o INSS
    Foto: Divulgação

    – Mês 01, 02 e 03 até o dia 15 de abril;

  • – Mês 04, 05 e 06 até o dia 15 de julho;
  • – Mês 07, 08 e 09 até o dia 15 de outubro;
  • – Mês 10, 11 e 12 até 15 de janeiro.

Página do INSS para mais informações: https://www.inss.gov.br/

Veja todas as informações sobre a pensao por morte do INSS!

 

Leia Também