Aposentadoria GARANTIDA para toda classe MEI? Veja como funciona a cobertura previdenciária para este grupo

Até mesmo quem é MEI pode se aposentar, mas não são todas as regras da aposentadoria que servem para este grupo. É importante conhecer as normas.

No universo do empreendedorismo brasileiro, a figura do Microempreendedor Individual (MEI) representa uma parcela significativa e em crescimento.

Em 2023, 73,4% das empresas no Brasil estavam formalizadas como MEI, um número que destaca a importância desse regime para a economia nacional.

Contudo, apesar dessa adesão maciça, persistem dúvidas, especialmente no que tange à cobertura previdenciária. Entenda por que os MEIs devem prestar atenção especial à previdência e como um planejamento previdenciário eficaz pode ser o seu melhor investimento para o futuro.

Todo MEI tem o direito de se aposentar, mas nem todas as modalidades de aposentadoria cabem no regime do microempreendedor. Confira.
Todo MEI tem o direito de se aposentar, mas nem todas as modalidades de aposentadoria cabem no regime do microempreendedor. Confira. / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

A importância da cobertura previdenciária para o MEI

Ser MEI vai além da possibilidade de emitir notas fiscais ou acessar linhas de crédito com mais facilidade. Uma das grandes vantagens desse regime é a inclusão previdenciária, que garante não apenas a segurança do empreendedor, mas também a de seus dependentes.

Entender e cumprir os requisitos para acessar esses benefícios é fundamental para garantir uma aposentadoria tranquila e segura.

Não esqueça de acompanhar: Conheça as linhas de crédito mais VANTAJOSAS para quem é MEI em 2024

O caminho para a aposentadoria

Para que o MEI tenha direito à aposentadoria, além de atender às idades mínimas de 65 anos para homens e 62 para mulheres, é necessário acumular um tempo mínimo de contribuição de 20 anos para homens e 15 anos para mulheres, além de completar 180 meses de carência.

A regularidade das contribuições é essencial para manter a qualidade de segurado, mas vale ressaltar que elas não precisam ser contínuas.

Como o MEI contribui com o INSS?

Basicamente, o MEI contribui para a aposentadoria através de pagamentos mensais ao INSS, calculados sobre um percentual do salário mínimo.

Portanto, ele paga o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que é um boleto mensal utilizado pelos MEIs e empresas do Simples Nacional para recolher todos os tributos devidos de forma unificada.

Este documento simplifica o processo de pagamento de impostos, como INSS, ISS e ICMS, facilitando a gestão tributária e reduzindo a carga burocrática para os pequenos negócios. O pagamento do DAS é essencial para manter a regularidade fiscal do empreendedor e garantir seus direitos e benefícios legais.

Fique por dentro: Linhas de crédito para quem é MEI você não vai acreditar nas 5 modalidades disponíveis

A relevância do planejamento previdenciário

Realizar um planejamento previdenciário significa ter uma visão clara dos benefícios a que se tem direito e facilitar decisões estratégicas sobre contribuições futuras.

Para tanto, é necessário organizar documentos como Carnês e Guias de Recolhimento do INSS, além de comprovações de atividades especiais. Esse planejamento pode ser o diferencial que garante a segurança financeira desejada para o futuro.

A quais modalidades de aposentadoria o MEI não tem direito?

O MEI contribui para a Previdência Social com alíquota reduzida, o que lhe garante acesso a vários benefícios previdenciários. No entanto, essa contribuição reduzida implica algumas restrições.

O MEI não tem direito à aposentadoria por tempo de contribuição, um benefício que foi substituído pela aposentadoria por idade após a Reforma da Previdência em 2019.

Além disso, o valor da aposentadoria do MEI, caso ele contribua apenas pelo plano simplificado, tende a ser equivalente a um salário mínimo, a menos que faça contribuições complementares para aumentar o valor do benefício.

Contribuições e benefícios

Embora a base da contribuição do MEI seja o salário mínimo, é possível assegurar um benefício superior a este valor com o acréscimo de contribuições feitas fora do regime MEI.

Isso significa que, se o MEI contribuir além do mínimo exigido, pode alcançar uma aposentadoria com valor maior, desde que faça um planejamento previdenciário adequado.

Buscando orientação especializada

Informar-se e buscar a orientação de profissionais especializados são passos essenciais para quem deseja fazer um planejamento previdenciário eficiente.

Com o apoio correto, o MEI pode maximizar seus benefícios previdenciários, garantindo não apenas uma aposentadoria confortável, mas também a proteção em casos de necessidade, como doenças ou incapacidades.

Acompanhe mais: Afinal, como funciona o MEI caminhoneiro? Conheça as regras, vantagens e MAIS