Sou APOSENTADO do INSS: Em caso de falecimento, o companheiro recebe pensão de 100% do salário?

Vinicius ColaresVinicius Colares
Atualizado Hoje!

Sou APOSENTADO do INSS – Confira a seguir mais informações sobre como funciona a pensão do INSS nesse caso específico!

Em todo o Brasil são milhões de pessoas que dependem necessariamente de ajuda do Governo Federal e seus órgãos. É por isso que muitas pessoas fazem a seguinte pergunta: “sou aposentado do INSS, se eu morrer minha companheira recebe pensão de 100%?”. 

O mesmo funciona com mulheres que são pensionistas e querem saber se os seus maridos poderão continuar recebendo em seu lugar. Por isso é sempre importante esclarecer esses pontos. 

A seguir vamos trazer todos os detalhes sobre quais são as regras específicas do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Entenda e repasse a informação para familiares ou amigos que também possuem essa mesma dúvida. 

Sou aposentado do INSS: Em caso de falecimento
Imagem: Elza Fiúza/Agência Brasil

Em caso de falecimento, posso receber a aposentadoria INSS?

Uma dúvida sempre surge com frequência: em caso de falecimento, posso receber a aposentadoria do INSS? Essa pergunta é feita por maridos, mulheres e filhos que contam com uma perda na sua família. 

Donas de Casa podem se aposentar pelo INSS sem ter renda? Tire todas as suas Dúvidas!

É importante lembrar que todos os aposentados do INSS têm direito de deixar pensão por morte aos dependentes, mas as regras não são tão simples. Muitas pessoas querem saber, por exemplo, se é possível deixar uma pensão de 100%. 

Por isso é importante esclarecer os detalhes. Se você possui alguém que é pensionista na sua família, deve ficar sempre atento para entender exatamente o que pode ser feito quando uma perda acontecer. 

Quem tem direito à pensão por morte

Primeiramente, quem tem direito à pensão por morte? Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não são apenas os companheiros ou companheiras que poderão ter em mãos esses benefícios. 

Então quem pode receber a pensão em caso de morte? São eles:

  • Filhos dos pensionistas com até 21 anos de idade – com exceção de casos de deficiência ou invalidez, onde os beneficiários recebem a vida toda; 
  • Companheiros: mulher ou marido ou pessoa em união estável;
  • Cônjuge separado judicialmente (que recebia pensão alimentícia) ou divorciado;
  • Pais ou irmãos do falecido (confira as regras abaixo).  

Em caso de pensionistas que não possuem filhos ou nenhum companheiro e ainda tem os pais vivos, estes poderão fazer o pedido da pensão desde que comprovem dependência financeira. Em caso de pensionistas que não possuem os pais vivos, os irmãos poderão solicitar, também comprovando dependência. No caso de irmãos a regra é a mesma que filhos: até 21 anos ou em caso de deficiência ou invalidez. 

Ainda assim, os valores de quem recebe são sempre diferentes e variam de acordo com as situações. 

Como receber 100% pensão INSS em caso de morte

Mas por fim, como receber 100% da pensão do INSS em caso de morte? Posso solicitar isso? Não exatamente. Os valores, como dito antes, variam de acordo com cada uma das regras e dos cenários. 

Com a reforma que afeta o Instituto Nacional do Seguro Social já funcionando, na eventualidade de caso de morte, o companheiro poderá receber 60% do benefício. Esse é o cálculo inicial. 

No caso específico de pensionistas aposentados, o valor da pensão de morte será de: 50% + 10% para cada dependente. Ou seja, em caso de uma família em que a viúva (ou viúvo) não possui outros dependentes, ela receberá 60% da pensão (valor fixo + 10% por ele ou ela). 

Se a família possui dois dependentes, receberá 70%; em caso de três são 80% e por aí adiante. 

Finalmente, quem quer saber como solicitar pensão INSS em caso de morte deve acessar diretamente o site ‘Meu INSS’ ou então o aplicativo com o mesmo nome. Outras informações ainda estão disponíveis pelo telefone: 135. 

Benefício de R$ 1.045 para quem nunca contribuiu com o INSS: Veja quem tem DIREITO e como SOLICITAR!

 

Leia Também