Presidente faz anúncio sobre o HORÁRIO de VERÃO: o que pode acontecer?

Saiba se haverá a volta do horário de verão!

Na última sexta-feira (09/09), o atual Presidente da República, Jair Bolsonaro, se pronunciou novamente sobre o horário de verão. O procedimento surgiu na época do governo de Getúlio Vargas e se manteve até a candidatura do atual presidente, permanecendo suspenso por todo esse tempo.

Quer saber qual foi o posicionamento de Bolsonaro e se o horário de verão vai voltar? Então continue nos acompanhando logo abaixo para conferir todas as informações importantes que separamos especialmente para você!

A previsão é que o horário de verão só retorne no ano que vem
A previsão é que o horário de verão não retorne no ano que vem / Foto: divulgação

Volta do horário de verão?

Como dissemos anteriormente, o horário de verão surgiu durante o governo de Getúlio Vargas, em 1931. Naquela época, as notícias divulgadas eram de que a medida beneficiária a população diretamente, já que seria responsável por uma economia de energia. Depois disso, embora não fosse regular, a medida foi adotada oficialmente todos os anos após uma seca histórica em 1985. A partir disso, ela foi regularizada, tendo abrangência definida pelos decretos presidenciais.

Em contrapartida, somente em 2008 surgiu um decreto que tornava a medida permanente. Contudo, ele foi extinto pelo presidente Jair Bolsonaro em 2019, que afirmou que o horário de verão atrapalhava a vida da população brasileira. Em novo anúncio, o presidente chegou a destacar que o veto seria bom para a produtividade dos trabalhadores.

Embora haha motivos mais que suficientes para que se questione uma possível volta do horário de verão (como citaremos abaixo), segundo o presidente, isso não vai acontecer nem mesmo em 2023.

Veja também: Horário de verão vai VOLTAR? Presidente se pronuncia!

Pedido de reanálise

Ademais, o pedido de reanálise da decisão veio de técnicos do Ministério de Minas Energia, que informaram sobre os benefícios da volta do horário de verão, especialmente durante os horários de pico. Desde o ano passado, aliás, aqueles que integram as áreas empresariais de alimentação, turismo e bebida têm solicitado a volta da mudança de horário ao governo.

Dentre os benefícios da medida pode-se destacar a economia de energia elétrica, por causa do aproveitamento da luz natural, o que ajuda os reservatórios hidrelétricos, que podem ficar em níveis baixos nessa época. Além disso, a uma hora extra de luz estimula as vendas de bares e comércios, bem como propicia maior segurança, devido à diminuição de acidentes rodoviários. Quem se beneficia também são as pessoas que saem para fazer exercícios ou ocupam espaços públicos no fim da tarde.

Veja também: ATENÇÃO: Presidente anuncia novo valor do Auxílio Brasil