PERIGO! Conheça os alimentos PROIBIDOS que estão no cardápio de MUITOS brasileiros

Evite alguns alimentos para uma dieta saudável; especialista alerta sobre itens que devem ser retirados da alimentação

Em um recente episódio do podcast “Diary of a CEO”, o Dr. Will Cole, um médico especializado em nutrição, identificou uma série de alimentos que não deveriam ser incorporados a uma dieta saudável. O médico destacou que muitos desses alimentos são amplamente consumidos, mas seus impactos negativos na saúde são ignorados.

Sendo assim, é fundamental estar ciente dessas escolhas alimentares, a fim de promover um estilo de vida mais saudável e equilibrado. Confira abaixo os alimentos que devem ser evitados.

PERIGO! Conheça os alimentos PROIBIDOS que estão no cardápio de MUITOS brasileiros
Promova seu bem-estar com escolhas nutricionais informadas e transforme sua alimentação. Foto: divulgação

Grãos com glúten: Uma inflamação disfarçada

O primeiro grupo de alimentos destacado por Dr. Cole são os grãos com glúten. Esses grãos frequentemente passam por um processo de refinamento que retira grande parte de seus nutrientes originais. O médico enfatiza que o trigo, um grão comum na dieta de muitos, está ligado a níveis elevados de inflamação no corpo. 

Portanto, o ideal é optar por grãos alternativos, como quinoa, aveia sem glúten e arroz integral. Assim, é possível reduzir o risco de inflamação crônica, que está associada a diversas doenças.

Leia também: Erro grave! Esses ALIMENTOS nunca devem ser colocados na GELADEIRA

Óleos de sementes industrializados

Óleos derivados de sementes industrializadas, como canola, vegetais e soja, também foram destacados pelo médico como alimentos a serem evitados ou consumidos com moderação. O Dr. Cole ressalta a importância do equilíbrio entre os ômegas 3, 6 e 9, componentes essenciais para a saúde do corpo.

Entretanto, a maioria das pessoas não consome a quantidade adequada de ômega 3 e acaba ingerindo em excesso o ômega 9, presente em óleos industriais. Portanto, optar por óleos saudáveis, como azeite de oliva extra virgem e óleo de coco, pode contribuir para um equilíbrio mais adequado desses ácidos graxos essenciais.

Saiba também: 7 alimentos que você deve PARAR de comer: motivos são INACREDITÁVEIS

Laticínios “convencionais”

O terceiro grupo de alimentos destacado são os laticínios convencionais, aqueles encontrados comumente em grandes supermercados. O Dr. Cole introduz a ideia de buscar laticínios contendo caseína beta A2, um subtipo que esteve presente na alimentação humana ao longo de milênios. Diferentemente da caseína beta A1, que predomina atualmente devido ao cruzamento de vacas, a caseína beta A2 demonstrou ser menos inflamatória e mais benéfica para a saúde.

Além disso, o médico incentiva o consumo de produtos lácteos fermentados, como queijos azuis, kefirs e iogurtes. Esses alimentos são mais facilmente digeridos e oferecem uma série de vantagens para a saúde intestinal. Sendo assim, ao tomar consciência dessas opções, é possível fazer escolhas mais informadas para uma dieta que promova o bem-estar geral.

Saiba também: Esses ALIMENTOS podem aumentar o risco de ter DEPRESSÃO, diz estudo

Escolhas nutricionais conscientes para uma vida saudável

Em resumo, o Dr. Will Cole alerta para a necessidade de excluir ou reduzir o consumo de alimentos problemáticos em nossa dieta. Optar por grãos sem glúten, escolher óleos saudáveis e fazer escolhas conscientes em relação aos laticínios podem contribuir para uma alimentação mais saudável e equilibrada. 

Portanto, é crucial considerar essas recomendações ao montar a lista de compras, garantindo que nossa dieta esteja alinhada com a promoção da saúde a longo prazo. A chave está em adotar uma abordagem consciente em relação aos alimentos que escolhemos colocar em nosso prato todos os dias.

Saiba também: ALIMENTOS industrializados que não parecem, mas são SAUDÁVEIS