Afinal, o que é necessário fazer para receber o REPASSE de R$ 850,00 do Bolsa Família?

Em um esforço para combater a vulnerabilidade econômica e estimular a permanência escolar, beneficiários do Bolsa Família podem receber R$ 850 em abril. Saiba como se qualificar.

Em abril de 2024, beneficiários do Bolsa Família têm a oportunidade de receber um valor adicional de R$ 850, graças a uma combinação de benefícios fornecidos pelo programa.

Para ser elegível, é necessário estar apto a receber dois tipos de auxílios: o Benefício Variável Familiar, que contempla lactantes, gestantes e jovens entre sete e dezoito anos com R$ 50; e o Benefício Primeira Infância, destinado a crianças de até seis anos, no valor de R$ 150 por criança.

Afinal, o que é necessário fazer para receber o REPASSE de R$ 850,00 do Bolsa Família?
Veja o que tem que fazer para receber o repasse. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Bolsa Família

O programa Bolsa Família, uma iniciativa vital para milhões de famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza, oferece esse auxílio como parte de seu esforço contínuo para garantir condições mínimas de sobrevivência, enquanto promove a educação como uma ferramenta de transformação social.

A introdução do “Pé de Meia“, um novo programa anunciado pela Medida Provisória nº 1198, reflete o compromisso do governo em reduzir a evasão escolar e estimular a conclusão educacional entre jovens do ensino médio, oferecendo uma poupança de incentivo e um pagamento adicional para aqueles que avançam de ano.

Como posso receber o Pix de R$ 850 do Bolsa Família?

Para receber o Pix de R$ 850 do Bolsa Família, beneficiários devem estar aptos a receber dois tipos de benefícios adicionais oferecidos pelo programa: o Benefício Variável Familiar, que destina R$ 50 para lactantes, gestantes, ou jovens entre sete e dezoito anos incompletos, e o Benefício Primeira Infância, que concede R$ 150 para cada criança de até seis anos.

A combinação elegível para alcançar o valor de R$ 850 inclui receber uma parcela do Benefício Variável Familiar e duas do Benefício Primeira Infância.

Para ser elegível, as famílias devem estar inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e cumprir os critérios de renda do programa Bolsa Família.

Além disso, é essencial manter as informações cadastrais atualizadas e atender aos requisitos específicos de cada benefício, como a presença de gestantes, lactantes, crianças e jovens na faixa etária correspondente dentro da família.

O recebimento do Pix está condicionado à elegibilidade para esses benefícios adicionais e ao cumprimento dos critérios estabelecidos pelo programa.

Veja também: Bolsa Família e as bonificações de R$ 50, R$ 105 e R$ 150; você pode ter direito e não sabe

Quem tem direito ao Benefício Variável Familiar e ao Benefício Primeira Infância?

O Benefício Variável Familiar e o Benefício Primeira Infância são partes integrantes do programa Bolsa Família, destinados a famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, com o objetivo de fornecer apoio financeiro para o desenvolvimento saudável das crianças e jovens. Aqui está quem tem direito a cada um desses benefícios:

Benefício Variável Familiar

  • Destinado a: Famílias com gestantes, lactantes, e crianças ou adolescentes entre 0 a 15 anos.
  • Valor: Concede uma parcela adicional de R$ 50 por gestante, lactante, e por criança ou adolescente na faixa etária especificada.
  • Objetivo: Apoiar a nutrição e saúde durante a gestação e lactação e contribuir para a segurança alimentar de crianças e adolescentes.

Benefício Primeira Infância

  • Destinado a: Famílias com crianças de até 6 anos de idade.
  • Valor: Oferece R$ 150 por criança de até seis anos, reconhecendo a importância dos primeiros anos de vida no desenvolvimento infantil.
  • Objetivo: Garantir um suporte financeiro que possa contribuir para o desenvolvimento saudável das crianças em seus primeiros anos, um período crítico para o desenvolvimento físico, cognitivo e emocional.

Veja também: Mães inscritas no Bolsa Família já podem COMEMORAR: ajuda mensal de R$ 300,00 é confirmada

Qual é o calendário de pagamentos do Bolsa Família para abril de 2024?

O calendário de pagamentos do Bolsa Família para abril de 2024 segue a ordem determinada pelo final do Número de Identificação Social (NIS) dos beneficiários. Aqui estão as datas especificadas:

  • Final do NIS 1: 17 de abril
  • Final do NIS 2: 18 de abril
  • Final do NIS 3: 19 de abril
  • Final do NIS 4: 22 de abril (com pagamento antecipado no dia 20 de abril)
  • Final do NIS 5: 23 de abril
  • Final do NIS 6: 24 de abril
  • Final do NIS 7: 25 de abril
  • Final do NIS 8: 26 de abril
  • Final do NIS 9: 29 de abril (com pagamento antecipado no dia 27 de abril)
  • Final do NIS 0: 30 de abril

Essas datas são importantes para os beneficiários planejarem suas finanças e garantirem que possam acessar os valores devidos no tempo certo.

Lembrando que os pagamentos do Bolsa Família são feitos de forma escalonada conforme o último dígito do NIS, facilitando assim o acesso dos beneficiários aos seus benefícios sem sobrecarregar o sistema bancário.

Veja também: Cesta básica ADICIONAL no Bolsa Família? Entenda HOJE (02)