Abrir um MEI te exclui do Bolsa Família de forma AUTOMÁTICA? Entenda as regras

O MEI é uma das melhores formas de formalização para autônomos, mas muitos têm receio de perderem o Bolsa Família ao se formalizarem.

Muitos brasileiros que buscam empreender e melhorar sua situação econômica optam por se formalizar como Microempreendedor Individual (MEI).

No entanto, surge uma dúvida comum entre os beneficiários do Bolsa Família: a formalização como MEI implica a perda deste benefício social?

Abaixo, você vai entender as interações entre MEI e Bolsa Família através de informações úteis para quem se encontra nessa encruzilhada.

Você quer abrir MEI, mas tem medo de acabar perdendo o Bolsa Família? Veja se isso realmente acontece.
Você quer abrir MEI, mas tem medo de acabar perdendo o Bolsa Família? Veja se isso realmente acontece. / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

O que é o MEI?

O MEI é uma figura jurídica que permite a formalização de pequenos empresários.

Para se qualificar como MEI, o empreendedor deve ter um faturamento anual de até R$ 81.000,00 e não ser sócio ou titular de outra empresa.

Entre as vantagens, estão a carga tributária reduzida e benefícios previdenciários, além da emissão de notas fiscais e acesso a produtos e serviços bancários específicos.

Não perca: Garanta sua bolsa de estudo sem o ENEM: últimas vagas disponíveis

Quem pode receber o Bolsa Família?

O Bolsa Família é destinado a famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 218.

Para ser elegível, além de se enquadrar na faixa de renda, a família deve estar inscrita no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico), que coleta dados para todos os programas sociais.

Afinal, MEI pode receber Bolsa Família?

Ser MEI não exclui automaticamente o direito ao Bolsa Família. A chave para manter ambos os benefícios é a renda familiar per capita, que deve permanecer dentro dos limites estabelecidos pelo programa do Bolsa Família.

Assim, um MEI pode continuar recebendo o benefício social desde que sua atividade empresarial não eleve a renda familiar acima do teto permitido.

A formalização como MEI requer que o empreendedor declare sua renda.

Caso esta renda, somada aos demais ganhos da família, resulte em uma renda per capita superior ao limite do Bolsa Família, o benefício pode ser cancelado.

É crucial manter todas as informações atualizadas no CadÚnico para evitar problemas com a recepção do benefício.

Veja mais: REVELADA a lista de cancelados do Bolsa Família do mês de maio: seu nome está no meio?

Regra de proteção do Bolsa Família

Há uma salvaguarda conhecida como Regra de Proteção do Bolsa Família, que permite aos beneficiários manterem uma fração do auxílio por até dois anos após superarem a linha de pobreza, com redução gradual.

Esse período é uma oportunidade para que as famílias se estabilizem financeiramente sem o suporte integral do programa.

Empréstimo para beneficiário do Bolsa Família virar MEI

O governo federal do Brasil lançou uma nova iniciativa para oferecer empréstimos facilitados a beneficiários do Bolsa Família.

O programa está visando promover o empreendedorismo e a independência financeira entre famílias em situação de vulnerabilidade.

A medida tem como alvo aqueles que já estão empreendendo ou desejam iniciar um negócio próprio. Cerca de 44% dos beneficiários que recebem acima de R$ 800 estão envolvidos em atividades empreendedoras.

Para acessar o crédito, será necessário registrar-se como MEI, mas isso não implicará na exclusão do programa Bolsa Família.

O Sebrae desempenhará um papel crucial, auxiliando na formalização como MEI e facilitando o acesso ao crédito.

Essa iniciativa visa reduzir a dependência de programas sociais e aumentar os lucros dos empreendedores.

Como proceder em caso de dúvidas?

Caso tenha dúvidas sobre como a formalização como MEI pode impactar o recebimento do Bolsa Família, é aconselhável consultar os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou diretamente nas agências da Previdência Social.

Esses pontos de atendimento podem oferecer orientações precisas baseadas na situação específica de cada família.

Acompanhe mais: Alerta! Calendário do Bolsa Família para maio traz novidades imperdíveis! Confira agora e garanta seus benefícios!