A internet pode parar no Brasil? Anúncio de vice-presidente da Claro é impressionante

De acordo com o vice-presidente da Claro, a internet no Brasil pode estar com os dias contados a partir de agora. Entenda o que está em jogo.

A internet, com certeza, é uma das invenções mais revolucionárias de toda a humanidade. Afinal de contas, podemos nos comunicar com as pessoas em questões de segundos, mesmo que elas estejam a quilômetros de distância. Na verdade, esse tipo de tecnologia nos proporciona uma série de facilidades. É possível realizar pesquisas, estudar, assistir obras, realizar transações financeiras, entre outras coisas.

Existem pessoas que trabalham com a internet. O mercado web movimenta bilhões todos os anos. Além de influenciadores, existem trabalhadores que ganham a vida com o mundo virtual. Há empresas que dependem 100% da tecnologia para viver. Mesmo assim, a web pode acabar no Brasil, de acordo com o vice-presidente da Claro. Naturalmente, isso iria gerar um grande colapso social  e econômico.

internet_alert
Entenda por que a internet do Brasil pode acabar – Foto: divulgação

A internet pode mesmo acabar no Brasil? 

Antes de mais nada, é importante deixar claro como funciona a conexão via internet. Para que o sinal chegue nos lares brasileiros, as operadoras possuem fios submarinos. Ou seja, grande parte da conexão acontece por meio de estruturas localizadas no fundo do mar. Na verdade, esses fios são responsáveis por fazer uma ligação entre o Brasil e o resto do mundo. Portanto, são essenciais para a manutenção da web no país. 

Dito isso, é necessário saber que o Governo pretende construir uma usina de dessalinização na Praia do Futuro, localizada em Fortaleza no estado do Ceará. Naturalmente, a construção da usina pode causar impactos no local. De acordo com o vice-presidente da Claro, Fábio Andrade, a web pode parar no Brasil – caso o governo opte por continuar com a construção. 

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) também já se manifestou sobre o tema. De acordo com o órgão, a recomendação é de que as construções aconteçam a 500 metros, no mínimo, dos cabos. Antes, tal distância era de apenas 5 metros. Em entrevista à Folha, Andrade diz que a construção pode gerar vibrações na água. E isso pode destruir os cabos submarinos de internet. 

Mesmo que a rede não caia agora, de acordo com Fábio, a web pode parar no futuro. Afinal, a demanda pela tecnologia aumenta cada vez mais no país. Então, naturalmente, os cabos ficariam próximos às construções com o tempo. E isso pode gerar um impacto negativo. Ele afirma que caso aconteça uma paralisação, as operadoras iriam conseguir reparar o problema em, no mínimo, 50 dias. Ou seja, durante esse período o Brasil não poderia se conectar com outros países. 

Veja também: WhatsApp acaba de receber atualização que vai te surpreender

O que pode acontecer se o Brasil ficar sem acesso à rede 

O Brasil sem internet seria um verdadeiro caos. Afinal de contas, o país é pioneiro na digitalização do sistema bancário. Além do pix, diversos serviços financeiros são oferecidos de forma virtual. Certamente, a falta de conexão causaria um impacto profundo na economia. Além do mais, diversos prontuários médicos – e outras informações importantes – estão armazenadas em nuvens. 

Veja também: Quer ativar o ‘Modo Natal’ no WhatsApp? Confira o passo a passo completo