A inteligência artificial poderá substituir ESSAS profissões; veja se a sua está na lista

A inteligência artificial veio para ficar e parece não ter mais volta para isso. Como podemos nos adaptar a essa nova realidade e quais áreas podem ser mais afetadas?

O uso do ChatGPT no dia a dia profissional tornou-se uma realidade crescente. Mas até que ponto essa Inteligência Artificial (IA) pode ser integrada aos nossos trabalhos? A popularidade do chatbot da OpenAI aumentou consideravelmente nos últimos tempos, levando a várias teorias alarmantes sobre o potencial da IA em substituir todas as profissões, levando à substituição maciça por robôs em um futuro próximo.

Inteligência Artificial: aliada ou ameaça às profissões?
Inteligência Artificial: aliada ou ameaça às profissões? Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Inteligência Artificial: aliada ou ameaça às profissões?

Contudo, embora essa realidade possa não ser tão iminente, um estudo realizado pela Hiring Lab, vinculada ao site de empregos Indeed, destacou que nem todas as profissões serão afetadas por essa tecnologia. Ainda assim, cerca de um quinto delas pode enfrentar desafios significativos.

Os dados analisados nesse estudo foram obtidos a partir de 55 milhões de vagas listadas no Indeed, nos Estados Unidos, ao longo do ano de 2023.

Surpreendentemente, foi o próprio ChatGPT que avaliou o risco da IA nas diversas profissões. Os pesquisadores solicitaram que o sistema classificasse sua aptidão em cada uma dessas vagas.

Profissões nas áreas das ciências biológicas, com maior interação humana, parecem menos propensas à substituição. Por outro lado, aquelas relacionadas à manipulação de bases de dados, programação e desenvolvimento de softwares estão mais propensas a sofrer impactos.

Annina Hering, economista sênior da Hiring Lab do Indeed, ressaltou que todas as revoluções provocam mudanças nos modelos de trabalho. Ela lembra que discussões semelhantes ocorreram durante a Revolução Industrial e a revolução digital. “É um processo conflituoso, porém inerente.”

De acordo com a autoavaliação do ChatGPT, cerca de 19,8% dos empregos no Indeed têm alta chance de substituição por IA. Enquanto 34,6% têm baixa probabilidade e 45,7% chances moderadas.

Veja também: Estas são as 3 ferramentas de inteligência artificial mais INCRÍVEIS da atualidade; conheça cada uma

Carreiras que podem desaparecer

A ascensão da inteligência artificial (IA) tem despertado debates sobre o futuro de diversas carreiras. A tecnologia avança a passos largos, gerando preocupações sobre quais profissões poderiam desaparecer devido a essa evolução.

Setores que dependem fortemente de tarefas repetitivas e padronizadas correm maior risco. Ou seja, profissões ligadas à manipulação de dados, atendimento ao cliente e até mesmo algumas áreas da saúde e do direito estão na mira da transformação impulsionada pela inteligência artificial.

Assim, trabalhos que exigem habilidades exclusivamente humanas, como criatividade, empatia e tomada de decisão complexa, parecem ter menor probabilidade de serem substituídos. Entretanto, funções puramente operacionais e baseadas em algoritmos podem enfrentar uma realidade desafiadora.

Dessa forma, contrariando o senso comum, Annina Hering argumenta que a Inteligência Artificial não substituirá integralmente as profissões ameaçadas. Ela considera a IA generativa mais como uma ferramenta para desbloquear o potencial humano do que para suplantá-lo. 

Ou seja, para Annina Hering, embora a IA seja eficaz em tarefas rotineiras, profissionais especializados em tomadas de decisões complexas e criatividade ainda terão destaque.

A economista enfatizou a importância da comunicação, liderança e inteligência emocional no ambiente corporativo. Logo, é crucial adotar uma visão cautelosa diante do rápido avanço da inteligência artificial para evitar possíveis armadilhas.

Assim, fica evidente que a integração da Inteligência Artificial no mercado de trabalho não se resume a uma simples substituição. Assim, devemos considerar a redefinição das funções profissionais, valorizando as capacidades humanas únicas e essenciais em meio ao avanço tecnológico.

Veja também: 8 coisas que a inteligência artificial faz melhor que você