6 passos para conseguir os benefícios EXCLUSIVOS para os idosos; você pode ter direito e não sabe

Idosos brasileiros têm à disposição uma gama de direitos e benefícios que podem garantir uma renda significativa. Descubra como acessar essas vantagens.

Em um país onde o respeito e o cuidado com os idosos são princípios fundamentais, garantir uma renda adequada para essa faixa etária é uma prioridade.

No Brasil, diversos programas e benefícios são designados para assegurar que os cidadãos da terceira idade possam desfrutar de uma vida digna e confortável. Entre esses, destacam-se aqueles que proporcionam uma renda de até R$ 2.824. Mas como os idosos podem acessar esses benefícios?

6 passos para conseguir os benefícios EXCLUSIVOS para os idosos; você pode ter direito e não sabe
Segue os passos para verificar benefícios. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Benefício de Prestação Continuada (BPC)

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um dos principais programas destinados a idosos com 65 anos ou mais que não possuem meios de prover a própria manutenção nem tê-la provida por sua família.

Para ser elegível, a renda por pessoa do grupo familiar deve ser inferior a 1/4 do salário mínimo vigente.

Aposentadoria pelo INSS

A aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é outro direito crucial para os idosos. Existem diferentes categorias de aposentadoria, incluindo por idade, por tempo de contribuição e especial, cada uma com seus próprios critérios de elegibilidade.

Veja também: Até R$ 2,8 MIL, específico para idosos: confira os benefícios disponíveis e como solicitar

6 passos para conseguir os benefícios

  1. Conheça os Benefícios Disponíveis: Comece pesquisando quais são os benefícios exclusivos para idosos oferecidos pelo governo, instituições públicas e entidades privadas. Isso inclui o Benefício de Prestação Continuada (BPC), aposentadorias, descontos em medicamentos, transporte público gratuito ou com desconto, entre outros.
  2. Verifique os Requisitos: Cada benefício tem seus próprios requisitos de elegibilidade. Familiarize-se com esses critérios, que podem incluir idade mínima, renda familiar, tempo de contribuição para a Previdência Social (no caso de aposentadoria), entre outros.
  3. Mantenha Documentação Atualizada: Prepare e mantenha atualizada toda a documentação necessária para a solicitação dos benefícios, como documentos de identidade, comprovantes de residência, comprovantes de renda, carteira de trabalho, entre outros documentos relevantes.
  4. Realize o Cadastro no CadÚnico: Para muitos benefícios destinados a idosos, é necessário estar cadastrado no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Verifique se suas informações estão atualizadas, pois isso é crucial para o acesso a diversos programas.
  5. Solicite os Benefícios: Com a documentação em mãos e ciente dos requisitos, dirija-se aos órgãos responsáveis para formalizar a solicitação dos benefícios. Isso pode ser feito em agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), secretarias municipais ou estaduais de assistência social, ou mesmo online, dependendo do benefício.
  6. Acompanhe o Processo: Após a solicitação, é importante acompanhar o processo de análise e aprovação do benefício. Mantenha-se informado sobre eventuais pendências ou necessidade de apresentar documentos adicionais. Caso haja demora ou negativa, informe-se sobre como proceder com recursos ou onde buscar assistência jurídica, se necessário.

Veja também: Suspensão do BPC deixa beneficiários ASSUTADOS: veja quais os riscos

Os idosos precisam estar contribuindo para o INSS para receber o BPC?

Não, os idosos não precisam estar contribuindo para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O BPC é um benefício assistencial garantido pela Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) a idosos com 65 anos ou mais e a pessoas com deficiência de qualquer idade que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção nem tê-la provida por sua família.

Para ser elegível ao BPC, o idoso ou a pessoa com deficiência deve comprovar:

  • Renda familiar per capita inferior a 1/4 do salário mínimo vigente: Isso significa que a soma dos rendimentos de todos os membros da família, dividida pelo número de pessoas, não pode ultrapassar um quarto do salário mínimo.
  • Residência no Brasil: O beneficiário deve residir no país no momento da solicitação e durante o recebimento do benefício.
  • Não estar recebendo outro benefício: O solicitante não pode estar recebendo outro benefício no âmbito da seguridade social ou de outro regime, exceto benefícios da assistência médica e pensões especiais de natureza indenizatória.

Veja também: O BPC também atende pessoas autistas? Entenda as REGRAS do benefício e quem pode receber!