14º salário DISPONÍVEL? Saiba tudo sobre as 2 liberações possíveis em 2024

Uma virada significativa para os trabalhadores brasileiros: 2024 traz o 14º salário pela Receita Federal e a possibilidade de saque total do FGTS.

Em uma movimentação financeira inédita, 2024 se destaca como um ano promissor para os trabalhadores brasileiros, graças à liberação do 14º salário pela Receita Federal e à possibilidade de saque total do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Essas duas “liberações salvadoras” prometem trazer um alívio significativo no bolso dos brasileiros, especialmente em tempos economicamente desafiadores.

14º salário DISPONÍVEL? Saiba tudo sobre as 2 liberações possíveis em 2024
Veja sobre 14º salário. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

O 14º Salário: Uma Novidade da Receita Federal

Diferentemente do esperado, o 14º salário não vem dos empregadores, mas sim da Receita Federal, beneficiando um grupo específico de trabalhadores.

Aqueles com salário igual ou superior a R$ 2.112, que realizam a declaração completa do imposto de renda e investem em previdência privada, podem agora desfrutar deste benefício adicional.

Essencialmente, investir em previdência privada não só reduz o imposto a pagar como também pode render um “14º salário”, com valores que variam significativamente de acordo com a renda tributável, podendo ir de R$ 1.000 a mais de R$ 8.000.

Veja também: Saldo do FGTS será liberado de forma INTEGRAL após nova lei; confira todos os detalhes HOJE (13)

Como posso solicitar o 14º salário?

O artigo indica que o 14º salário, ao contrário do que alguns podem esperar, não é uma bonificação adicional fornecida diretamente pelos empregadores, mas sim um benefício resultante de deduções fiscais para aqueles que investem em previdência privada.

Portanto, não se trata de uma solicitação tradicional de um salário adicional, mas de uma estratégia de planejamento tributário que pode resultar em um retorno financeiro que equivale a um “14º salário”.

Para “solicitar” ou melhor, se beneficiar deste retorno financeiro, os trabalhadores devem:

  1. Investir em Previdência Privada: Você deve contribuir para um plano de previdência privada, que permite a dedução de até 12% da sua renda tributável no Imposto de Renda.
  2. Realizar a Declaração Completa do Imposto de Renda: Ao fazer sua declaração anual, opte pela modalidade completa, que permite a inclusão de despesas dedutíveis, como as contribuições para a previdência privada.
  3. Acompanhar a Restituição do Imposto de Renda: O benefício financeiro vem na forma de uma maior restituição do Imposto de Renda ou uma redução no imposto a pagar, graças às deduções realizadas por contribuições para a previdência privada.
  4. Consultar um Especialista: Para maximizar os benefícios e entender completamente o impacto em sua situação fiscal, pode ser útil consultar um contador ou um consultor financeiro. Eles podem fornecer orientação personalizada sobre como otimizar suas contribuições e aproveitar ao máximo as deduções fiscais disponíveis.

Veja também: Afinal, é realmente possível que o 14º salário seja LIBERADO em 2024?

O que é necessário para optar pelo saque-aniversário do FGTS?

Para optar pelo saque-aniversário do FGTS, você deve seguir alguns passos simples, que permitem acessar parte do saldo do seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) todos os anos, no mês do seu aniversário. Aqui está o que você precisa fazer:

  1. Acesso ao Sistema: Primeiro, você precisa acessar o sistema do FGTS. Isso pode ser feito pelo aplicativo FGTS, disponível para smartphones Android e iOS, pelo site da Caixa Econômica Federal dedicado ao FGTS, ou diretamente em uma agência da Caixa.
  2. Login: Faça login no sistema utilizando o seu CPF, NIS (Número de Identificação Social) ou e-mail, juntamente com a sua senha cadastrada. Caso não tenha uma conta, você precisará criar uma seguindo as instruções fornecidas.
  3. Opção pelo Saque-Aniversário: Dentro do sistema, procure pela opção de mudança para o saque-aniversário. Leia atentamente as informações sobre como essa modalidade de saque funciona, incluindo os limites de retirada e as consequências de aderir a essa modalidade, como a perda do direito ao saque-rescisão em caso de demissão sem justa causa.
  4. Confirmação da Escolha: Após entender as regras e decidir que o saque-aniversário é a melhor opção para você, confirme sua escolha no sistema.
  5. Aguarde a Data de Saque: Uma vez optado pelo saque-aniversário, você poderá fazer o saque de uma parte do saldo disponível no seu FGTS todo ano, no mês do seu aniversário. A faixa de valor que você pode sacar varia de acordo com o saldo total na conta.

Considerações Importantes:

  • Mudança de Modalidade: Ao escolher o saque-aniversário, você não poderá sacar o saldo total da conta do FGTS em caso de demissão sem justa causa. No entanto, ainda terá direito à multa rescisória de 40% sobre o total depositado pelo empregador durante o período do contrato de trabalho.
  • Período de Carência: Após a mudança para o saque-aniversário, existe um período de carência de 24 meses para retornar à modalidade de saque-rescisão.

Veja também: 6 serviços que podem ser afetados e INTERROMPIDOS, pânico entre os CLTs e a paralisação do FGTS: entenda!