WorldSkills 2015

A principal competição de educação profissional do mundo, a WorldSkills, chegou ao fim com o Brasil em primeiro lugar no quadro geral de medalhas.

Brasil faz história no WorldSkills 2015

A principal competição de educação profissional do mundo, a WorldSkills, chegou ao fim com o Brasil em primeiro lugar no quadro geral de medalhas. Esta é a melhor colocação do país na história do evento, além de ter superado países como China, Japão, Áustria, França e Suíça. O WorldSkills aconteceu entre 12 e 15 de agosto, em São Paulo e foi a primeira edição em 65 anos a acontecer na América Latina.

Ao total foram 27 medalhas, sendo 11 de ouro, 10 de prata e 6 de bronze, além de 18 certificados de excelência, concedidos àqueles que alcançaram uma alta pontuação mas não chegaram ao pódio. A delegação brasileira foi formada por um total de 56 jovens, entre 17 e 22 anos. Destes, 24 venceram em ocupações individuais e sete em ocupações por equipe.

www.pronatec.pro.br

O SENAI é o representante do país no evento desde 1983 e vem acumulando 95 medalhas e 129 certificados de excelência ao longo dos anos. O resultado deste ano foi resposta ao treinamento intensivo que a instituição aplicou as integrantes da delegação. Foram 311 mil horas de preparação e 189 técnicos brasileiros, além do apoio de 70 especialistas de 13 países e 21 empresas parceiras que incrementaram o treinamento.

Na última edição do evento, em 2013, na Alemanha, o Brasil conquistou 12 medalhas, sendo 4 de ouro, 5 de prata e 3 de bronze.

A próxima WorldSkills acontece em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes, entre 14 e 19 de outubro de 2017.

Educação profissional no Brasil

Desde 2011 a educação profissional no país deu um salto com a criação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Este foi criado com a ideia de expandir e democratizar a oferta de cursos profissionalizantes e tecnólogos no Brasil e ainda melhorar a qualidade do ensino médio público.

Já foram feitas mais de 8 milhões de matrículas entre os cursos técnicos e de formação inicial e continuada. Cursos estes financiados pelo Governo Federal e ofertados de forma gratuita por instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e das redes estaduais, distritais e municipais de educação profissional e tecnológica.

Confira os medalhistas:

Ouro

Polimecânica e Automação: Felipe Augusto Gutierra
Desenho mecânico em CAD: Leandro Éricles Fronzino Rumaqueli
Tecnologia de Mídia Impressa: Victor Bernardo
Soldagem: Jackielyson André Ferreira Alves
Tecnologia da Moda: Kaio Júnio Martins Silva
Aplicação de Revestimentos Cerâmicos: Thiago Augusto Blanco da Costa
Webdesign: Giovanni Kenji Shiroma
Instalações Elétricas Prediais: Carlos Rubens Teixeira Júnior
Joalheria: Leonardo Fonseca Rodrigues
Tecnologia Automotiva: Luis Carlos Sanches Machado Júnior
Caldeiraria: Daniel de Oliveira Gomes

Prata

Redes de cabeamento: Danilo Rodrigues Oliveira
Mecatrônica (Ocupação de equipe): Diego Basso e Mateus Gaspary de Freitas
Construção em alvenaria: Weverton Guilherme Santos Silva
Tornearia a CNC: Eduardo Kruczkievicz
Escultura em Pedra: Djalma Rodrigues de Assis
Construção de Estruturas Metálicas: David Silva Damasceno
Panificação: Iracema de Arruda Vilalva
Marcenaria de estruturas: Weslen Pereira Santana
Design gráfico: Carlos Eduardo Camargo de Araújo Silva
Engenharia de moldes: Mailson Valério de Oliveira

Bronze

Manufatura integrada (Ocupação de equipe): Alex Massayuki Yonekubo, Fabiana Bonacina e Guilherme Attis Campanez
Eletrônica: Evandro Junio Gomes Silva
Cozinha: Ricardo Dornelles
Serviço de restaurante: Andeson de Almeida
Construção de estrutura para Concreto (Ocupação de equipe): Wenderson Campos de Oliveira e Vanessa de Lourdes da Silva
Manutenção industrial: Gabriel Lucas Teixeira Teles







Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *