Home / IBGC

IBGC

IBGC – Instituto Brasileiro de Governança Corporativa

O IBGC, instituto brasileiro de governança corporativa, é uma instituição sem fins lucrativos que tem como objetivo capacitar conselheiros, acionistas, executivos e profissionais liberais de diversas áreas, tem como meta a excelência em Governança, independente do tipo de organização. Foi fundado em novembro de 1995 e sua dedicação à promoção da governança corporativa resultou no seu reconhecimento em âmbito nacional e internacional.

O IBGC é o principal impulsionador de discussões sobre governança e grande promotor das práticas relacionadas ao tema, contribuindo grandemente para o desempenho sustentável das organizações.

http://pronatec.pro.br

Anualmente o IBGC promove palestras, fóruns, congressos, treinamento, networking entre profissionais, produção de publicações e pesquisas e é reconhecido como maior referência em disseminação das melhores práticas de governança corporativa. As publicações do IBGC é resultado de um trabalho de pesquisa e disseminação dos conceitos de governança e não somente tem caráter informativo, mas impulsiona a discussão e debates.

Governança corporativa é basicamente o sistema utilizado pela direção das organizações, é o método pelo qual as organizações são monitoradas, administradas, incentivadas e a inter-relação entre sócios, diretores, órgãos de fiscalização, conselho administrativo etc.

Boas práticas em governança corporativa transforma conceitos em diretrizes que alinham interesses com o intuito de otimizar o valor econômico da organização e melhorar a qualidade da gestão e sua durabilidade.

Os eventos IBGC ocorrem ao longo do ano em 14 diferentes estados, inclusive São Paulo e Rio de Janeiro, além de disponibilizar alguns eventos online. O perfil de público dos eventos IBGC é exclusivamente conselheiros fiscal e de administração ou com ampla experiência prévia.  

Programa de certificação IBGC

O Programa de certificação IBGC foi lançado em 2009 e objetiva melhorar a formação de conselheiros de administração ou fiscal e também preparar candidatos ao cargo, impulsiona o aprimoramento contínuo das boas práticas em governança corporativa no Brasil. Trata-se de uma certificação não obrigatória, com reconhecimento de âmbito nacional que diferencia o profissional, como é necessário revalidar a cada dois anos, mantém o profissional atualizado. É um certificado que assegura que o profissional detém as habilidades específicas que o valoriza perante o mercado e promove o crescimento profissional. Para a organização os principais benefícios do Programa de Certificação é a otimização do planejamento estratégico, tomada de decisões e gerenciamento de conflitos;  e demonstrar aos acionistas e a toda cadeia de stakeholders que a governança corporativa da organização é profissional.   

O IBGC oferece duas maneiras de obter a certificação de conselheiro: Por meio de uma prova com 60 questões de múltipla escolha e o candidato pode escolher dia, hora e local para realizar a prova; ou por meio de apresentação de documentação que será analisada por conselheiros da banca, por meio de experiência na função sem necessidade de realizar prova.

Código das melhores práticas de governança corporativa

A primeira edição do código das melhores práticas de governança corporativa foi lançada em 1999 e passou por três revisões, em 2001, 2004 e 2009, as revisões se fazem necessárias tendo em vista as mudanças que ocorrem ao longo do tempo e a cada revisão o código é readaptado à realidade do mercado. Em sua última revisão foram recebidos mais de 350 comentários e sugestões durante sua consulta pública, foram quase dois anos de trabalho foi apresentado à sociedade, o documento revisado.

O código tem como principal objetivo estimular a adoção de boas práticas nas organizações e fazer com que os agentes da sociedade tenham transparência, responsabilidade e justiça nas suas diretrizes. O código está dividido em seis capitulos: 1) Propriedade – sócios; 2) Conselho de Administração; 3) Gestão; 4) Auditoria independente; 5) Conselho fiscal; 6) Conduta e Conflito de interesses.